A enxaqueca é um tipo de cefaleia (dor de cabeça) que ataca milhares de pessoas. Alguns têm dores apenas  de um lado da cabeça e outros tem nos dois lados.

Há alguns alimentos e bebidas que podem ajudar a desencadear o problema como, por exemplo, frutas cítricas, bananas, linguiças, alimentos de coloração avermelhada (em conserva como a salsicha), frituras, chocolates, gorduras, chá, aspartame, café, vinhos, cerveja e chope.

Além disso, a doença pode ser causada também por mudanças nos hábitos alimentares (ficar mais de 5 horas sem comer) e por dormir demais ou menos que o normal; mudanças bruscas de temperatura (seja do ar ou ingerindo líquidos muito gelados) também pode ocorrer.

Mulheres em período pré-menstrual costumam sofrer de enxaqueca assim como pessoas com distúrbios hormonais e emocionais. Quando uma crise aparece é importante que o indivíduo procure tomar um pouco de ar, descanse, tome um remédio recomendado pelo médico, beba muita água, coma moderadamente e coloque gelo sobre as áreas doloridas.

Se o problema for persistente um tratamento médico deverá ser feito.

Por Karin Földes


Muito comum entre a maioria da população a enxaqueca atinge, pessoas de todas as idades. De acordo com pesquisas uma em cada cinco pessoas sofrem com o problema.

Os sintomas mais comuns da enxaqueca são dores de cabeça muito forte, náuseas, tontura, visão embaçada e vômitos.

Vale lembrar que a alimentação em muitos casos está diretamente ligada a doença, alguns alimentos podem causar crises que por sua vez podem durar dias.

Os queijos, excesso de café, alimentos que contém aspartame, bebidas alcoólicas, alimentos preparados com glutamato monossódico e alimentos em conserva são os principais vilões da doença.

Para evitar as crises de enxaqueca, além de evitar certos alimentos, não pule as refeições e procure fazer uma dieta bem equilibrada.

Atualmente já existem tratamentos preventivos para a doença, procure um médico e saiba mais a respeito.

Por Milena Evelyn





CONTINUE NAVEGANDO: