Saiba como se recuperar de dores de garganta e inflamações com cuidados e dicas caseiras.

A sensação de incômodo doloroso leva à busca das pessoas por atendimentos de saúde diferenciados com foco, neste sentido, para que ocorra a sua devida eliminação e restabelecimento da saúde adequada.

Uma das situações que sempre geram necessidade de melhorias estão relacionadas com as dicas para curar garganta inflamada, as quais serão detalhadas em seguida neste artigo.

Entenda o que acontece com a garganta inflamada

O processo que exige a busca por dicas para curar garganta inflamada consiste no surgimento nesta região do corpo de crescimento provocado por bactérias, vírus ou outros microrganismos que se proliferam no local considerado.

A aquisição destes agentes causadores de doenças pode ocorrer em decorrência de contato com outras pessoas já doentes ou, ainda, pela sua aquisição no ar e com uma situação de queda imunológica específica.

No momento em que se tem uma garganta com inflamação, surgem sintomas como sensação de dor ao engolir, ardência bem como uma tosse que irrita e não libera nenhum tipo de secreção.

Principais dicas para curar garganta inflamada

A partir dos conhecimentos relacionados com processos de inflamação e dor na garganta, é importante que neste momento você saiba que existem diversas dicas para curar garganta inflamada, as quais serão discriminadas a seguir.

1) Cuidados gerais: para melhorar uma garganta dolorida e inflamada é preciso ter cuidados de forma geral como, por exemplo, não realizar grandes esforços repousando o máximo possível por, pelo menos, 3 dias.

Caso sejam identificadas situações como indisposição acentuada ou febre, é um sinal de infecção devendo, neste caso, evitar ir ao trabalho ou à escola, pois estes locais podem aumentar a chance de transmissão ou agravamento dos sintomas.

2) Alimentação: quanto às dicas para curar garganta inflamada é importante que os hábitos alimentares sejam modificados com a ingestão prioritária de alimentos pastosos ou, ainda, líquidos como papas, caldos, sopas e semelhantes.

3) Gargarejos: uma ação relevante para melhorar os sintomas de dores na garganta consiste em realizar gargarejos diários utilizando água em temperatura morna e sal que ajuda a eliminar os microrganismos existentes na região, pois contém propriedades antimicrobianas importantes.

4) Consumo de vitamina com morango e mel: esta mistura ingerida em temperatura ambiente uma vez por dia proporciona um aumento das defesas orgânicas na região da garganta e, ainda, deixa esta localidade lubrificada facilitando, assim, a melhoria dos sintomas apresentados.

5) Ingestão de chás variados: existem diversas combinações de infusões no formato de chás como leite com mel e gengibre, sálvia e malva e outros que podem ser ingeridos até 3 vezes ao dia, pois apresentam propriedades que reduzem a inflamação e agem contra os agentes causadores da dor na garganta.

6) Uso de vinagre de maçã: este componente, de preferência orgânico, apresenta uma acidez elevada e, por isso, pode ser utilizado para eliminar bactérias que eventualmente estejam causando a dor de garganta.

Para isso, deve ser misturada uma colher de sopa de vinagre de maçã com uma colher de sopa de mel em um copo ou xícara com água morna. Neste caso, é preciso evitar o excesso de ingestão deste vinagre que pode causar irritações.

ATENÇÃO!

Caso todas estas dicas para curar garganta inflamada não tenham os efeitos desejados com a eliminação dos sintomas, é importante consultar um profissional médico qualificado para a indicação de medicamentos corretos como anti-inflamatórios, antibióticos e outros.

Neste sentido, é preciso considerar ainda que a automedicação é uma atividade de risco e não deve ser praticada. Consuma medicamentos para dores na garganta apenas com a devida indicação de profissionais qualificados.

Conclusão

Assim, a partir das dicas para curar garganta inflamada é possível que você não apenas consiga identificar este tipo de processo em seu corpo, mas também consiga reverter muitos casos de maneira prática no conforto de sua casa.

Por Ana Camila Neves Morais

Dor de garganta


Conheça os variados benefícios do óleo de pequi para a saúde.

Muitas pessoas têm buscado por informações certas sobre o óleo de pequi, que promete trazer muitos benefícios para a saúde. O pequi é um fruto muito famoso na região do centro oeste do país, e geralmente as pessoas conhecem o arroz com pequi, que é um prato típico dessa região. Ultimamente muitas pessoas têm relatado melhorias na saúde depois do uso do óleo de Pequi, então vamos falar mais sobre os benefícios desse óleo.

Melhora a saúde digestiva

O uso do óleo de pequi é indicado para quem tem problemas digestivos, já foi comprovado que quem usa esse óleo, tem uma melhora significativa. Por ter uma boa quantidade de fibras, o óleo de pequi ajuda a melhorar os seguintes sintomas: inchaço, prisão de ventre, diarreia e cólicas.

O óleo tem ação antioxidante

O óleo de pequi tem ação antioxidante e ajuda muito combater os radicais livres que são os principais causadores de algumas doenças graves como o câncer. O uso desse óleo também ajuda a prevenir o envelhecimento precoce.

Ajuda a prevenir os problemas no coração

Outra razão para usar o óleo de pequi é que ele ajuda a prevenir problemas do coração. Na composição desse óleo contém ácidos graxos que são responsáveis por diminuir os níveis de colesterol sanguíneo. Assim diminuem as chances de desenvolver as seguintes doenças: derrame, ataque cardíaco e doenças do coração. Por isso o óleo de pequi é indicado para pessoas que têm chances de desenvolver esse tipo de doença, seja por ter problemas de pressão ou por ter alguém na família com esse tipo de problema.

Grande fonte de vitamina E

O óleo de pequi fornece uma grande quantidade de vitamina E, que é muito importante para nosso organismo. Existem muitas pessoas que precisam desse tipo de vitamina, pois a falta dela pode causar problemas como: infertilidade, queda de cabelo e rachadura na unha, problema no sistema imunológico e facilidade em contrair vírus e bactérias.

Diminui as dores nas articulações e musculares

O óleo de pequi é indicado para as pessoas que possuem problemas com dores no corpo, principalmente dores em regiões musculares como coxa, lombar e pernas. Quem sofre com problema nas articulações também deve fazer o uso do óleo de pequi, pois a melhora é bem perceptível.

Óleo para fazer massagem no corpo

O óleo de pequi é ideal para fazer massagem corporal, ele ajuda a tirar o estresse que é causador de muitas doenças. Além disso, essa massagem proporciona bem-estar. Para realizar a massagem corporal é indicado misturar o óleo de pequi com o óleo de coco, e conseguir a mistura perfeita.

Opção de óleo de pequi em cápsulas

Existe no mercado a opção de consumo de óleo de pequi em cápsulas. Essa é uma forma mais prática para pessoas com vida muito corrida e gostam de praticidade. Algumas lojas de produtos naturais possuem essas cápsulas e o valor delas pode variar de acordo com a marca e quantidade de cápsulas.

Melhora da asma e bronquite

Quem sofre com problemas respiratórios como a bronquite e a asma podem fazer o uso contínuo do óleo de pequi. Usando esse óleo duas vezes por dia, é possível perceber uma grande melhora em um prazo mínimo de 1 mês.

Porque devo usar o óleo de pequi?

O óleo de pequi tem muitos benefícios para a saúde, por ser natural, ele não tem contraindicação e, por isso, pode ser usado sem receio. Com o uso frequente desse óleo é possível sentir uma grande melhora em alguns problemas de saúde.

Por Cristiane Amaral

Óleo de Pequi


As novas regras visam dar maior praticidade e segurança para todos os consumidores que desejam adquirir um plano de saúde por meio de algum aplicativo de celular ou plataformas de internet em geral.

A Agência Nacional de Saúde (ANS) vai viabilizar a venda de planos de saúde pela internet com o intuito de oferecer um serviço seguro, fácil e rápido para quem deseja adquirir um plano de saúde.

A resolução foi publicada no Diário Oficial da União e as novas regras visam dar maior praticidade e segurança para todos os consumidores que desejam adquirir um plano de saúde por meio de algum aplicativo de celular ou plataformas de internet em geral.

Ainda de acordo com a resolução, fica facultativo a todas as operadoras oferecer esse tipo de modalidade de venda, mas que elas são inteiramente responsáveis pela segurança das informações pessoais dos usuários. A ANS informa que a venda presencial não será substituída pela venda online e o consumidor poderá escolher qual a melhor forma de negócio, além de todos os corretores estarem autorizados a vender de ambas as formas.

Durante a contratação de plano de saúde online, as operadoras deverão apresentar todas as informações como valores para cada faixa etária, área de atuação, rede de atendimento disponível, tipos de acomodação e coberturas nacionais de forma clara para os usuários, além de disponibilizar guias, manuais e o contrato de prestação de serviço para download gratuito.

Depois do preenchimento de todas as informações e enviar todos os documentos para a operadora, a mesma tem o prazo de 25 dias corridos para aprovar e concluir todo o processo de contratação. A operadora ainda poderá solicitar uma perícia na residência do usuário para checar a veracidade das informações prestadas bem como e existência de alguma doença ou lesão no momento da contratação do plano. Caso a pessoa interessada não compareça na data agendada, o pedido é automaticamente cancelado depois dos 25 dias corridos e caso a operadora não dê nenhuma resposta ao usuário se a contratação foi efetivada ou não, o plano entrará em vigor a partir do 26º dia útil independentemente de qualquer pagamento ou doença pré-existente.

Uma das maiores vantagens para o usuário, segundo a ANS é que a internet vai permitir ao usuário uma maior opção de pesquisas nas diversas operadoras de planos de saúde e caso o mesmo se arrependa da compra, terá 7 dias corridos para a rescisão do contrato.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Plano de Saúde


O único estado do Brasil a ser considerado área livre de febre aftosa sem vacinação é Santa Catarina. Mas esse panorama pode mudar.

Com a finalidade de ampliar essa área no país, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) propôs um termo de compromisso, assinado na última terça-feira (27) pelos estados de Ceará, Alagoas, Pará, Pernambuco, Paraíba, Maranhão, Rio Grande do Norte e Piauí .

Com o acordo, os secretários de Estado da Agricultura se comprometeram a cumprir medidas estipuladas nos Planos de Ação, corrigindo os problemas apontados pelo Mapa, em auditorias realizadas no ano passado e no começo deste ano.

Além disso, os representantes concordaram em garantir o cumprimento das exigências para que o trabalho possa ser avançado.

Agora, a próxima etapa a ser realizada é a feitura de um inquérito soroepidemiológico nos seguintes Estados: Ceará, Alagoas, Pará, Pernambuco, Maranhão e Piauí.

A Paraíba e o Rio Grande do Norte ficaram de fora não atenderem as condições mínimas e, por isso, vão sofrer restrições para trafegar com os animais para outros estados.

No total, o convênio realizado tem investimentos superiores a R$100 milhões.

Com o reconhecimento de área livre de febre aftosa, a carne passa a ser mais valorizada no mercado internacional.

 

Fonte: Ministério da Agricultura


São várias as formas existentes e conhecidas de transmissão de doenças. A falta de higiene nas mãos é uma das mais comuns e pode ajudar no desenvolvimento de uma série de males.

Pensando nisso o Governo Federal criou há alguns anos o Programa Saúde na Escola (PSE), que visa fazer com que as crianças de escolas públicas de todo o país desenvolvam desde pequenas o hábito de lavar as mãos e mantê-las sempre limpas, evitando riscos.

Alexandre Padilha, ministro da saúde, visitou a escola estadual Duque de Caxias, na cidade de Teresina, capital do Piauí, para desenvolver ações do programa. Além de estudantes, o ministro também falou com pais, professores e funcionários sobre a importância desse simples ato de higiene e das várias doenças que ele pode evitar.

O PSE é uma parceria entre o Ministério da Saúde e Ministério da Educação e Cultura. O projeto já foi aderido por mais de 2 mil municípios brasileiros e estima-se que já tenha beneficiado mais de 200 mil estudantes em todo o país.

Confira no vídeo como lavar as mãos corretamente:

Por Mozart Artmann


Uma bebida tem feito sucesso nos últimos anos entre os jovens. Fornecedora de muita energia para o corpo humano, os energéticos viraram essenciais em festas.

Energéticos são bebidas extremamente calóricas e com alto índice de cafeína e glicose. Ideal para quem está à procura de algumas horas a mais de energia, o energético já é um marcante símbolo da geração atual.

Porém este tipo de bebida, ao ser consumida em excesso, pode trazer grandes males ao nosso organismo. Seu excesso de cafeína pode elevar o batimento cardíaco, levando a pressão arterial a índices insuportáveis. A ingestão elevada desta bebida pode gerar parada cardíaca, causando sérios danos cerebrais. Nunca ingira durante atividades físicas, afinal, nestas atividades, o nosso coração já está trabalhando em ritmo acelerado.

Outro fator de risco é a tradicional mistura de bebidas energéticas com álcool. Energéticos podem enganar o nosso corpo, nos fazendo pensar que estamos em condições normais, levando muitos a causarem sérios acidentes no trânsito.

Evite o consumo de energéticos, bebendo sempre moderadamente e quando for necessário.

Por Rodolpho Medeiros


O outono nem bem chegou e já há pessoas resfriadas e gripadas por conta da propagação dos vírus e bactérias causadores das enfermidades, através da tosse ou espirro. Segundo o Centro de Controle e Prevenção das Doenças, dos EUA, é o chamado processo de difusão das gotículas de germes.

O processo de contaminação, segundo o centro, se dá tocarmos um lugar contaminado e depois passarmos as mãos nos olhos, nariz ou boca.

De acordo com o Centro, medidas ajudam a evitar o alastramento dos germes. Confira algumas:

* Cubra a boca ou nariz ao espirrar ou tossir. Ao invés de usar a mão para isso, prefira um lenço.

* Lave as mãos sempre.  Se não puder lavá-las, a opção é higienizá-las com lenços de limpeza ou frasco de álcool gel para higienização das mãos.

Por Amanda Pieranti


Se o seu (sua) companheiro (a) reclama que você ronca demais enquanto dorme, tome cuidado! O ronco não é um problema apenas para quem convive com a pessoa que ronca, mas para o próprio “roncador”. Ele pode sofrer consequências leves como sonolência durante o dia ou dificuldade de se concentrar em suas tarefas a até mais graves como problemas cardíacos, como hipertensão, derrame, infarto e até morte súbita.

O ronco provém da flacidez dos tecidos da garganta, que obstrui a passagem do ar. Geralmente, durante a madrugada, acontece a apnéia obstrutiva do sono, que é quando a pessoa para de respirar porque o ar não consegue passar pela faringe. A pessoa até acorda, mas dorme novamente, sem perceber o que aconteceu.

Para curar a apnéia, é recomendado o uso do Dispositivo Anti-Ronco, composto por duas placas de acrílico colocadas uma na parte de cima e outra na parte de baixo da boca. Assim, ele faz com que a mandíbula fique posicionada de modo a deixar a faringe aberta, liberando o ar. Enquanto apenas 40% dos pacientes que sofriam do problema e passaram por cirurgias foram curados, 87% dos problemas foram resolvidos com o uso do dispositivo. 

Por Flávia Yoshitani


Se você consome muito refrigerante ou bebidas com muito açúcar e é hipertenso, é hora de reavaliar seu hábito. Segundo estudo publicado na revista Hypertension, tomar acima de 355 ml de bebidas gaseificadas, diariamente, desequilibra a pressão.

A pesquisa foi feita com 2,5 mil americanos e britânicos, entre 40 e 59 anos, e chegou a conclusão que a ingestão de açúcar era maior entre os que ingeriram uma bebida açucarada por dia, segundo o site Time Healthland.

Além disso, quem consumia mais de uma dose de refrigerantes e bebidas açucaradas por dia, ingeria cerca de 397 calorias a mais do que quem bebia líquidos não açucarados.

Portanto, de acordo com os dados científicos, para não correr o risco de desequilibrar a pressão arterial, o limite máximo de ingestão de refrigerantes e bebidas açucaradas é de 3 latas por semana.

Por Amanda Pieranti


Manter o corpo hidratado é recomendação de 10 entre 10 médicos. E quando essa hidratação for feita com água de coco, melhor ainda para quem tem de se recuperar de infecções gástricas e urinárias.

De acordo com a nutricionista Beatriz Botequio, a água de coco não aniquila bactérias, mas é uma espécie de soro fisiológico natural e muito rica em potássio. Além disso, contém sódios e sais minerais, responsáveis por abastecer de água as células do nosso corpo, ajudando no relaxamento muscular, evitando, assim, lesões e cãibras, contribuindo, também, para o bom funcionamento das artérias.

Agora, só um lembrete para quem está sempre contando calorias. O líquido encontrado no coco tem bastante calorias, por isso deve ser tomado moderadamente. Um copo, que tem 50 calorias, faz bem à saúde e não sobrecarrega a silhueta.

Por Amanda Pieranti


Todos sabem que a dança é uma atividade prazerosa que expressa momentos de diversão e descontração. Mas poucas pessoas sabem os benefícios que esta prática traz para a saúde.

Além do corpo, a dança faz bem para a mente e também para a vida social.

Por alto, ela já melhora a sua concentração, coordenação motora, agilidade e flexibilidade. Já para a mente, proporciona relaxamento, ameniza o estresse e as tensões do dia-a-dia. Além disso, nas aulas de dança os alunos se divertem conhecendo novas pessoas, extravasando suas emoções e esquecendo por um momento dos problemas corriqueiros, funcionando como uma válvula de escape. É por isso que a dança tem sido considerada como auxílio no tratamento de pessoas com depressão e para eliminar a timidez.

Portanto, para aproveitar cada um desses e outros benefícios, basta escolher o ritmo que mais tem a ver com o seu estilo e cair na dança.

Por Mariana Gomes


Os estresse é visto como algo natural se mantido em um período pequeno, uma reação necessária do corpo para mantê-lo em alerta. Porém, se for prolongado esse estado, o indivíduo pode adquirir mais facilmente uma doença ou baixar a produtividade.

Os principais sintomas são:

  • dificuldade de concentração;
  • dores musculares;
  • dor de cabeça;
  • dor no estômago;
  • infecções;
  • baixa autoestima;
  • pressão alta;
  • entre outros;

Pessoas nesse estado podem estar sujeitas a problemas associados a sua falta de ação ou reação em excesso, sendo causadoras das seguintes situações:

  • acidentes de carro;
  • perda de objetos;
  • pequenos acidentes, como deixar cair um copo e cortar-se;
  • agressão contra si ou a outras pessoas;

Quando o problema se torna crônico, é aconselhável buscar orientação médica. Quanto maior for o período e mais sintomas for sentido, maior será o grau de estresse e danos à saúde.

Por Priscila Marques


A prevenção de muitas doenças em idosos depende muito dos cuidados de higiene com a boca. Como por exemplo, doença de Alzheimer, que vem afetando muitas pessoas na modernidade. Pesquisa publicada no The New York Times, recentemente, revelou que a gengivite pode causar o mal na terceira idade.

O estudo confrontou pacientes que ainda tinham dentes naturais com os que possuíam poucos ou nenhum. Quem já não tinha dentes naturais se mostrou bem mais suscetível à perda de memória ou início de Alzheimer.

Portanto, cuidados diários são fáceis e necessários como medidas de profilaxia à inflamação da gengiva, mau hálito, cáries e, claro, ter dentes saudáveis.

Especialistas recomendam escovação dos dentes todos os dias, após as refeições (no mínimo 3 vezes), uso de fio dental e visitas com periodicidade ao dentista.

Por Amanda Pieranti


A Fundação Nacional do Sono (NSF), órgão norte-americano sediado em Washington, realizou um estudo em que ficou comprovado que o uso exacerbado de gadgets como computadores, televisores e celulares vem prejudicando a qualidade do sono e o desempenho sexual dos americanos. Segundo a pesquisa, cerca 95% dos entrevistados pela NSF admitiram que o uso desses equipamentos tem afetado o sono ao longo da semana. Para o vice-presidente da Fundação, Russell Rosenberg, essa dependência por eletrônicos tem contribuído significativamente para que se “durma menos à noite, deixando milhões de norte-americanos funcionando mal no dia seguinte”

A atração por aparelhos eletrônicos varia de acordo com a faixa etária. Segundo o estudo, pessoas entre 46 e 64 anos abusam mais da TV antes de dormir (os “baby boomers”). Aqueles que estão na faixa dos 13 a 18 (“Geração Z”) e 19 a 29 anos, por sua vez, excedem-se no uso dos videogames antes de ir para a cama, sem falar nos usuários compulsivos de computadores (leia-se uso compulsivo da internet), que perfazem cerca de 61% dos integrantes da pesquisa.

Segundo a NSF, as consequências das noites mal dormidas são refletidas em outros setores na nossa vida, pois acabam levando a uma má qualidade de vida em quesitos como trabalho, humor, família, jeito de dirigir, vida sexual, vida sentimental e a saúde como um todo.

Fica aí um alerta para os insones e viciados em tecnologia de todo o mundo: não permitam que a “tecnologia invada o quarto de dormir”, para usar uma expressão do pesquisador Charles Czeisler, Escola Médica de Harvard e do Hospital Brigham and Women’s, de Boston

Por Alberto Vicente

Fontes: EstadãoReuters


O pesquisador norte-americano Dr. Alan M. Beck, professor e doutor em Ecologia Animal, garante que o contato com animais diminui a ansiedade e o estresse. Para ele, as pessoas podem ter animais de estimação ou então simplesmente irem até zoológicos onde poderão também interagir com os animais.

Para o pesquisador, as pessoas ficam mais alegres se ficam entre os bichos ou se possuem um contato com eles. Segundo ele, estudos mostram que as pessoas veem as outras de forma mais positiva quando estão na presença de animais.

O doutor ainda sugere que as pessoas tenham aquários em seus locais de trabalho, o que também aliviaria bastante o estresse. Outra dica que ele dá, é colocar comedouros nas janelas para atrair os pássaros soltos que vivem perto de nossas residências.

Aqui no Brasil, o professor universitário carioca Leonardo Rocha concorda com o Dr. Beck, pois para ele, respeitar e estar em contato com a natureza é sempre um ótimo caminho para ficar mais longe do estresse.

Por: Karin Földes


Maquiagens com muita cor e brilho são fundamentais durante o Carnaval. Mas para aplicar produtos que têm “glitter” ou purpurina exigem alguns cuidados. Médicos oftalmologistas informam de que mesmo que os cosméticos tenham o selo informando de que foram dermatologicamente testados, não podem ter contato direto com os olhos.

Produtos como sombras purpurinadas, se entrarem em contato direto com os olhos podem arranhar a córnea e irritar os olhos. O olho pode ser arranhado até mesmo na hora de aplicar o rímel. Se isso acontecer, especialistas orientam a procurar um pronto-socorro oftalmológico ou consultar seu médico.

Atenção também para o uso de finalizadores e xampus que escorrem pelo rosto e chegam aos olhos, que pode desencadear uma conjuntivite. Tome cuidado com cremes espalhados ao redor dos olhos. Também evite compartilhar maquiagem com outras pessoas, para evitar riscos de pegar conjuntivite.

Por Selma Isis


A revista americana Menopause, especializada no assunto menopausa, apresentou a publicação de uma pesquisa realizada por médicos do Northwestern Memorial Hospital de Chicago (EUA).

De acordo com a pesquisa, os sintomas que incomodam tanto as mulheres na menopausa, como o calor intenso, são bons sinais, pois pode ser indício de menor risco de problemas como derrames e ataques cardíacos.

O estudo, que durou 10 anos, foi conduzido pela médica endocrinologista Emily Szmuilowicz e envolveu 60 mil mulheres que eram participantes de um programa de saúde da mulher, que tinha como objetivo relacionar sintomas da menopausa com problemas cardiovasculares.

Segundo a Drª. Emily, a pesquisa ajudou a descobrir que mulheres com sintomas de climatério (transição da fase em que a mulher é fértil para a fase que deixa de ser) apresentavam menos incidentes relacionados ao coração do que aquelas que manifestavam as oscilações de calor tardiamente na menopausa, ou em relação às que o calor intenso era ausente. 

Por Andrea Gomes

Fonte: BBC


Você sabia que o “piscar de olhos” é fundamental para a nossa saúde? Porém, quando esse simples mecanismo se torna extremamente repetitivo e anormal, pode se caracterizar em uma doença chamada de blefaroespasmo.

Normalmente, o problema começa discretamente e vai se intensificando aos poucos. Os músculos orbiculares acabam provocando contrações involuntárias da pálpebra e a pessoa acaba piscando sem parar, a ponto de às vezes nem enxergar direito, o que pode acarretar em uma cegueira funcional, incapacitando aquela pessoa de exercer simples atividades do dia-a-dia, como cozinhar, escrever, ler e dirigir.

Os especialistas acreditam que o problema seja causado por uma anormalidade no funcionamento dos gânglios basais, que participam do controle dos movimentos das pálpebras. Porém, existem outros fatores que ajudam a desenvolver a doença, como: stress, traumas emocionais e o consumo excessivo da cafeína.

Ainda não foi diagnosticado um tratamento para a cura da doença, mas ela pode ser controlada, transitoriamente, com o famoso botox. Para um parecer minucioso é necessário procurar um oftalmologista.      

Saiba mais sobre a doença no site da Associação Brasileira dos Portadores de Distonias (ABPD).

Por Thais Cortez


Há quem diga que o carnaval é a melhor festa do ano.  O problema é que muitos acabam exagerando na bebida e no outro dia vem aquele desconforto terrível. É a famosa ressaca pós-carnaval. O que acontece é que ao ingerirmos uma considerável quantidade de álcool, o nosso organismo acaba fazendo um grande esforço para dar conta do excesso e ai o órgão que mais trabalha é o nosso fígado.

Por fazer tanto esforço, ele entra depois em uma espécie de "depressão" e acaba desorganizando todo o nosso metabolismo. E a consequência de tudo isso é a queda da força muscular, diarréia, dor de cabeça, enjoos, sensibilidade à luz do dia e moleza no corpo.

Os especialistas dão algumas dicas para diminuir os efeitos da ressaca: faça uma boa refeição antes ingerir o álcool (carboidratos ajudam a aumentar a resistência), tome muita água antes e depois de beber, consuma muitas frutas e sucos para repor as vitaminas e procure fazer refeições leves no dia seguinte. Outra coisa muito importante é descansar e relaxar bastante para que o corpo possa recuperar todas as energias perdidas.

Por Thais Cortez


Um dos melhores remédios para muitos males do corpo, sem sombra de dúvidas, é a água. Comprovada cientificamente como um meio natural de livrar o corpo das toxinas e ainda trazer muitos benefícios, a água quando bem utilizada, ou seja, tomada em grandes quantidades, tem feito muito pelo bom funcionamento do nosso sistema.

A água ajuda na digestão, pois melhora a absorção dos nutrientes. Ajuda também na regulação da temperatura do corpo, a diminuir as celulites e o risco de infecções, pois a água facilita o trânsito do sangue, transportando ferro e outros nutrientes e enzimas necessárias para a nutrição dos órgãos do corpo.

Se você está com uns quilinhos a mais, a água também é excelente no auxílio da perda de peso. O ideal é que um ser humano, para ficar saudável, beba 2 litros de água por dia, dizem especialistas.

Por Monique Mota


Você sabia que a disfemia, conhecida vulgarmente como gagueira, é um problema que atinge cerca de 60 milhões de pessoas no mundo todo?  Apesar de ser um distúrbio comum, a gagueira ainda tem suas causas desconhecidas.

Mesmo a medicina não tendo um parecer correto do que venha ser a causa da gagueira, já se sabe que, trata-se de um distúrbio neurológico, que se desenvolve devido a um mau funcionamento da área do cérebro que é responsável pela fala.

Várias pesquisas apresentam o problema como algo genético, mas transtornos emocionais, apesar de não serem peças principais, são apontados como grandes agravantes da doença.

Normalmente, a disfemia surge no período da infância, já que a linguagem ainda está se desenvolvendo. Contudo, existem casos raríssimos onde ela se manifesta no começa da adolescência. O importante é procurar logo um fonoaudiólogo quando notar alguns bloqueios no ritmo natural durante a fala.

O especialista irá averiguar se trata, ou não de um caso de gagueira, e se for, irá indicar o tratamento adequado, que varia de acordo com a idade e o nível da severidade do problema.  

Por Thais Cortez


Responda rápido: se você estivesse conversando com uma pessoa e de repente começasse a sentir um mau cheiro quando ela falasse, você seria capaz de ser sincero e dizer que ela está com mau hálito?

Provavelmente não, certo?Apesar de ser um problema comum e que atinge milhões de pessoas, esse tema é encarado como um grande tabu para a sociedade. Quem tem o problema de mau hálito, tem o que os especialistas chamam de “halitose”.

O mau hálito pode ser causado por problemas orgânicos, ou seja, digestivos, pulmonares, bucais ou até problemas de rinite, sinusite e faringite. Só quem poderá indicar a causa correta será um exame feito por um aparelho chamado  Hallimeter.

Depois que o médico identifica o porquê, ele irá indicar o melhor tratamento para o caso. O procedimento para um tratamento completo e eficaz para combater de vez o mau hálito, engloba consultas com nutricionistas, dentistas, psicólogos e otorrinolaringologistas.

Por Thais Cortez


Mais popularmente conhecida como espinha ou cravo, acne é uma doença de pele que atinge quase 80% dos adolescentes, principalmente do sexo masculino.

Em algumas situações, a acne pode persistir até a idade adulta da pessoa.

Tende a ser discreta, no entanto, em alguns casos, atingem com tal intensidade, que por razoes estéticas acarreta na pessoa, problemas psicológicos relacionados com a baixa estima e isolamento.

Para o surgimento da acne já existe uma predisposição genética que pode sofrer modificações por questões hormonais, ambientais e emocionais, além de outros fatores que podem aumentar ou diminuir os sintomas.

Não há uma forma de se prevenir da acne, no entanto, é possível ter um resultado bastante satisfatório, se logo no inicio dos sintomas procurar por tratamento médico especializado.

Por Denilson G Santos


Todo ano é a mesma coisa: o verão chega e traz com ele um clima de praia, calor e muita diversão. Mas o que muitos não sabem é que a estação mais quente do ano também traz alguns males para nossa saúde.

Especialistas garantem que as doenças oculares, como a conjuntivite, aumentam a sua incidência em até 20% nessa fase. “O aumento da umidade do ar e as altas temperaturas favorecem a proliferação de microorganismos que gostam de temperaturas acima dos 36 graus e que são responsáveis por inflamações e infecções nos olhos”, revela o oftalmologista Flávio Rezende.

Se você sente seus olhos sensíveis à luz, lacrimejando, coçando, suas pálpebras inchadas, uma sensação de areia nos olhos, um colamento nos cílios e ardendo levemente, pode ser um sinal de início de conjuntivite. O importante é procurar logo um médico especialista para iniciar o procedimento mais adequado, já que existe mais de um tipo diferente da doença. Para um alívio imediato, oftalmologistas aconselham lavar bem os olhos com soro fisiológico gelado ou água boricada .

Por Thais Cortez


A sensação de transpiração quando estamos com um calor excessivo, incomoda bastante. Ninguém gosta de sentir aquela suadeira. Mas algumas pessoas, independente de sentirem calor ou não, transpiram a toda hora.

E às vezes, a quantidade é tão grande que chega a pingar. Isso acontece quando há uma disfunção no funcionamento das glândulas sudoríparas. É a chamada: hiperidrose.

Um problema que chega a atingir 1% da população em todo mundo. Na maioria das pessoas, a doença se manifesta na região dos pés e das mãos.

“Essas são as regiões mais comumente afetadas, porém a hiperidrose também pode atingir as axilas e a região crânio-facial”, afirma o cirurgião do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o Dr. José Ribas Milanez de Campos.

Algo bastante desagradável é que essa disfunção é um problema crônico, ou seja, não desaparece ou diminui com o tempo. Mas existem alguns tratamentos como psicoterapia, antiperspirantes, talco de amido de milho, drogas antidepressivas, e dependendo da gravidade, injeções de toxina botulínica.

Porém, antes de iniciar qualquer procedimento, deve-se procurar um especialista e fazer uma avaliação detalhada.   

 Por Thais Cortez


Pesquisas indicam que o câncer de boca ocupa o 5° lugar nos mais comuns entre os homens no Brasil. A diferença no aparecimento desse tipo de câncer em homens e mulheres é grande, no ano de 2010, 10.330 homens foram diagnosticados com a doença e apenas 3.790 dos diagnosticados em mulheres.

Em pesquisas realizadas pelo Instituto Nacional do Câncer, descobriu-se que o uso de cigarro e álcool pode potencializar o surgimento do câncer de boca, que é uma doença agressiva e pode causar a morte do paciente.

O INCA afirma que quem fuma chega a ter 25 vezes mais chances de desenvolver câncer de boca do que uma pessoa que não fuma. Isso porque o tabaco provoca alterações nas células presentes na mucosa da boca acelerando o aparecimento e crescimento das células cancerosas.

Cuide da sua saúde, previna-se!

Por Milena Evelyn


 

Sofremos com o calor de verão que muitas vezes chega a 35°C com a maior facilidade. Antes de achar os culpados do aquecimento; você gostaria de uma água de coco para hidratar o seu corpo? Lembro que a água é fundamental para recuperar as perdas energéticas que temos ao longo do dia.

Nessa estação costumamos perder em excesso a água do corpo e com isso alguns órgãos sofrem com a desidratação. A partir do momento em que estamos desidratados ficamos sujeitos ao mal estar, inclusive febre e até convulsões.

No último verão tivemos relatos de muitos idosos que até morreram, ou apresentaram problemas cardíacos e pressão alta devido ao forte calor. Em relação às crianças recém nascidas, não é recomendável expô-las ao sol, pois elas podem ter problemas respiratórios, por não apresentarem o aparelho respiratório totalmente desenvolvido.

Lembre-se também que a exposição ao sol naquelas horas indevidas podem atrair problemas para a pele. Então escolha os horários da manhã, até às 10hs, ou da tarde, a partir das 16hs.

Por Gutenberg Feitosa


Você fica com a luz acesa antes de dormir? Reveja, então, sua postura. Um estudo da Harvard Medical School, nos Estados Unidos, demonstra que se expor à lâmpadas acesas antes de se deitar pode prejudicar o bom sono, provocar o diabetes e ainda elevar a pressão arterial.

Segundo a pesquisa, feita com 116 voluntários entre 18 e 30 anos, a exposição à luz antes de dormir, acaba com os níveis de melatonina, o que pode prejudicar os processos fisiológicos como sono, pressão arterial, temperatura corporal e o metabolismo da glicose.

Conclusão da pesquisa: dormir com as luzes apagadas é fundamental para um sono de qualidade assim como não ver televisão nem ficar na internet até altas horas.

Por Amanda Pieranti


Conforto, segurança e rápida recuperação, são requisitos básicos almejados por pessoas que precisam de uma cirurgia de coluna. E são essas características que o Médico e Ortopedista Cristiano Menezes vai demonstrar no Primeiro Simpósio de Coluna do Hospital Getúlio Vargas, nesta sexta-feira (4 de fevereiro).

O procedimento será realizado pela primeira vez no Nordeste, e tem como novidades uma diminuição do corte convencional para alcançar a coluna e um afinamento dos tubos que penetram no paciente, facilitando sua manipulação e diminuindo a agressão ao corpo humano.

Mesmo com esses avanços tecnológicos a cirurgia ainda é agressiva ao corpo e apresenta um alto grau de complexidade para os médicos. Porém, de acordo com Cristiano, com esse novo procedimento, o paciente poderá ficar de pé no mesmo dia em que a operação for realizada, além de ficar internado de um a dois dias.

Por Danilo Galvão


Volta e meia, pacientes afetados pela dengue costumam aparecer nos noticiários. Trata-se de uma doença perigosa, e que precisa ser identificada com urgência, para que o tratamento seja eficaz. Atualmente os exames que identificam a doença são: o teste do laço e exames de sorologia para dengue IgG e IgM.

O mais antigo deles é o teste do laço, em que os médicos medem a pressão arterial dos pacientes com o tensiômetro, comum nos consultórios. O paciente fica cinco minutos com o braço sendo pressionado pelo aparelho. Se ele estiver com dengue hemorrágica, surgem pequenos pontos de sangramento na pele.

Os exames de sorologia só podem ser realizados a partir do sexto dia da manifestação dos sintomas da dengue. Os testes são feitos são feitos a partir de uma amostra de sangue do paciente.

Segundo recomendação de especialistas, avaliar o estado de saúde do paciente assim que consultar o médico é essencial, pois a doença em sua fase inicial costuma se confundir com outras doenças.

Por Selma Isis

Fonte: Isabela Baraúna- infectologista.


Prevenir é melhor do que remediar. Desde que me conheço por gente escuto esta frase. Atualmente esta não é nossa realidade, na prática o problema é bem mais complexo.

Inúmeras campanhas sobre a saúde da mulher e suas prevenções estampam cartazes e se espalham através dos meios de comunicação; infelizmente o programa de saúde não funciona como deveria.

Em alguns municípios do Rio de Janeiro, por exemplo, o programa de prevenção deixa muito a desejar. A partir do momento que tentamos marcar uma consulta, começa um processo de espera muito longo, entre a primeira consulta e a revisão para leitura do exame, acredite, pode chegar até oito meses de espera. Então, nem preciso dizer quanto tempo espero para fazer uma mamografia, que pode diagnosticar o câncer de mama, que se descoberto no inicio pode representar uma esperança de vida para uma mulher.

Por Aline Medeiros da Silva


Para evitar problemas de saúde, é preciso escovar os dentes e usar fio dental todos os dias; mas, após a ingestão de alimentos ácidos, é preciso esperar cerca de 20 minutos para que a saliva ajude a neutralizar o PH da cavidade bucal. Segundo especialistas, o ácido dos alimentos pode causar uma erosão, caracterizada pela desmineralização do esmalte dos dentes.

Ao escovar logo em seguida, a pessoa pode intensificar a descalcificação, por friccionar o dente com as substâncias abrasivas da pasta. Entre os principais alimentos ácidos, estão: abacaxi, laranja, limão, kiwi, maionese, catchup, chá, café, refrigerantes, vinagres, cervejas e vinhos. Imediatamente após a ingestão desses alimentos, é possível fazer apenas um bochecho com água.

Por Cláudia Brito





CONTINUE NAVEGANDO: