Saiba aqui como prevenir a Gripe e evitar contaminar outras pessoas.

Recorrente das estações mais frias do ano, a gripe é um dos maiores desafios da Organização Mundial da Saúde (OMS), afinal, é uma doença que se propaga rapidamente. Uma única pessoa gripada pode contaminar dezenas de indivíduos, basta compartilhar o mesmo espaço ou os mesmos objetos pessoais. Na maioria das vezes trata-se de uma enfermidade breve, mas quando não é cuidada adequadamente, pode evoluir para problemas mais graves.

Além de se prevenir com a vacinação, você também pode adotar medidas que ajudam a evitar a contração e disseminação da gripe nos ambientes em que você convive. Dessa maneira, você também fica longe dos sintomas que podem atrapalhar a sua rotina, como indisposição e febre.

Quer saber mais? Confira, abaixo, o que fazer para não pegar gripe!

1. Tenha uma alimentação saudável

Beber bastante água e apostar em uma alimentação saudável diminui os riscos de ficar gripado. O ideal é dar preferência para os alimentos com vitamina C, que fortalece o sistema imunológico, tornando o nosso organismo mais resistente diante do vírus.

Além disso, também é recomendado evitar o consumo de comidas muito gorduras e optar pelas que são compostas por vitaminas e minerais. Consuma duas frutas por dia, aposte nas saladas e até mesmo nas sopas com legumes.

2. Tome a vacina da gripe

Não apenas as crianças e idosos que podem tomar a vacina da gripe, qualquer pessoa que queira evitar essa doença também pode se prevenir. Para tanto, é necessário comprar a dose disponível em todas as farmácias do Brasil.

3. Evite mudanças bruscas de temperatura

O corpo humano não costuma reagir bem às mudanças repentinas de temperatura, logo é indicado impedir que isso ocorra com frequência. Portanto, se está muito calor e você que ligar o ar-condicionado no trabalho ou em casa, não deixe a temperatura baixa a ponto de ser necessário vestir uma blusa.

Escolha uma temperatura média e sempre verifique se o filtro do ar-condicionado está limpo, pois é nesse lugar que os microorganismos se concentram e podem ser espalhados por todo o ambiente.

4. Não fique em locais fechados

Certamente, você já sabe que não é recomendado ficar em locais totalmente fechados na companhia de pessoas que estão resfriadas ou gripadas. Mas, a dica também vale para lugares em que não tem ninguém doente. Nas épocas mais frias do ano e em períodos de epidemia, procure evitar os locais fechados.

Caso trabalhe em um escritório com janelas e portas fechadas, deixe um pequeno espaço aberto para que haja a circulação do ar. Dessa forma, os vírus, bactérias e fungos têm menores chances de serem disseminados.

5. Não mantenha contato com pessoas gripadas

Quando um colega de trabalho ou familiar estiver resfriado ou com gripe, não para de espirrar ou tossir, é indicado que essa pessoa faça uso de uma máscara respiratória, que pode ser facilmente comprada nas farmácias e não deixa que os vírus se espalhem pelo ar. Se o indivíduo não quiser usar esse artigo, você mesmo pode colocá-lo para que os agentes da doença não entrem no seu sistema respiratório.

6. Não deixe roupa molhada secar no corpo

Esqueceu o guarda-chuva e acabou pegando aquela chuva no meio do caminho? Assim que chegar em casa tire a roupa molhada do corpo, pois a umidade favorece o aparecimento da gripe. Também vale tomar um chá morno com uma colher de mel para manter a garganta quente.

Uma boa escolha é o chá de equinácea que ajuda no desenvolvimento dos glóbulos brancos, que funcionam como as nossas células de defesa. O chá pode ser tomado todos os dias ou quando ocorrerem mudanças de estação, principalmente, durante o inverno. Assim, você fica mais saudável e livre da gripe.

Texto por Simone Leal


Confira aqui as diferenças e algumas dicas de como tratar gripes e resfriados.

É claro que todos nós estamos expostos à gripes ou resfriados, contudo, ainda que isso aconteça e está fora do nosso controle, sabemos que é facilmente tratável e há inúmeras maneiras de se conseguir isso.

Todavia, se não se descobrir a precedência do desconforto, ou seja, caso seja gripe ou resfriado, o tratamentos possivelmente pode ser ineficaz.

Apesar dos sintomas serem bastante parecidos, há uma diferença muito e importante e decisiva para qual medicação tomar, algo que deve ser muito levado em conta.

Enquanto a gripe pode ser causada pelo vírus influenza que sofreu mutações, o resfriado é diferente, pois algumas de suas causas pode ser cerca de 200 vírus de diferentes tipos.

Dessa forma, há também diferença nos sintomas, pois a gripe sempre chega com febre, exaustão, corpo pesado, deixando a pessoa de cama e com os sintomas desenvolvendo-se de forma rápida. Por outro lado, o resfriado é diferente, pois apesar da pessoa acreditar estar “podre”, o resfriado passa ainda mais rápido que a gripe.

Algumas receitas para combater tais males começaram a serem usadas há séculos atrás mas ainda hoje são recorrentes para milhares de pessoas. Sendo assim, abaixo vão algumas dicas daquilo que é útil ou não para cada doença.

Para manter a energia, recomenda-se ingerir alimentos saudáveis, contudo, não se deve forçar quando não está com apetite.

Já quanto ao corpo,é necessário render aos seus limites sim, isto é, se estiver muito exausto, não tente extrapolar suas barreiras.

Não há comprovação científica de que chá e mel podem ajudar no combate de gripes e resfriados, todavia, o suor, as tosses e os espirros fazem com que a pessoa perca água. Dessa forma, o chá pode ser útil para hidratar.

Quanto a medicamentos, muitos se perguntam sobre a eficiência do Ibuprofeno e do Paracetamol e qual é o melhor. Contudo, pode-se fazer o uso dos dois, contanto que não haja exagero nas doses. Deve-se ressaltar que para ingerir o Ibuprofeno é bom que a pessoa tenha feito alguma refeição antes.

Todos conhecem o cheiro delicioso e instigantes do óleo de eucalipto e pomada mentolada. Embora eles dêem realmente um alívio, é temporário , mesmo assim pode esfrega-los ao peito e coloca-los próximos ao nariz.

Por fim, os Antibióticos, que parecem ser muito úteis, na realidade não servem no combate da gripe e dos resfriados que são originados por vírus. Na realidade, os Antibióticos combatem doenças bacterianas como a pneumonia.

Sirlene Montes


A estação mais fria do ano está se aproximando e com ela chega um número grande de abstinência no trabalho por causa da gripe. O problema se agrava porque o brasileiro não dá a devida atenção a esse tipo de doença e acaba tendo complicações.

O que parece ser um resfriadinho qualquer é, na verdade, uma infecção causada por vírus e por isso transmitida através do ar por espirros ou tosse. Muita gente ainda confunde resfriado com gripe sendo que uma coisa não tem nada a ver com a outra.

O resfriado é apenas reação do corpo à uma exposição ao frio intenso, fazendo apenas com que o nariz escorra e traga desconforto. Quando os sintomas da doença aparecem o indivíduo tem 48 horas para tomar um antiviral e o sistema imunológico reagir, se esse prazo não for respeitado a eficácia de cura não será a mesma.

Usar antibióticos de nada adianta pois esse tipo de remédio é receitado contra bactérias e não contra vírus. As vacinas são boas aliadas e em caso de dúvidas um médico deve ser sempre consultado.

Por Karin Földes





CONTINUE NAVEGANDO: