Na quinta-feira (dia 17 de maio), o Ministro da Saúde Alexandre Padilha apresentou os dados de um balanço feito pelo Ministério da Saúde sobre as taxas de morte devido à dengue.

Segundo o portal do Ministério, o Brasil conseguiu reduzir em 84% o número de mortes causadas por essa doença. O Balanço Dengue 2012 ainda apontou outros dados significativos, como a redução de 58% nos casos da doença e ainda uma redução de 91% nos casos graves de dengue.

No balanço que foi divulgado, pode-se verificar ainda que em 2011 (entre janeiro e abril) as duas cidades que mais registraram casos de morte pela doença foram o Rio de Janeiro e Fortaleza. Na comparação do mesmo período em 2012, houve uma redução significativa. No Rio, de 43 mortes registradas, o número caiu para apenas 15. Já em Fortaleza, de 23 mortes registradas, o número caiu para apenas 5.

Os bons índices apresentados são resultado de uma parceria entre Governo e Secretarias Estaduais, que investiram em ações visando ao monitoramento e o combate à dengue. Nesse conjunto de ações interventivas, podemos destacar que a ação de conscientização da população foi de suma importância para o processo de combate ao mosquito Aedes aegypti, onde a população também percebeu que pequenos hábitos e atitudes poderiam ajudar nessa campanha.

Na apresentação do balanço, também foram citadas as 10 principais ações desenvolvidas, que certamente contribuíram para a redução no número de casos da doença. Entre elas, podemos destacar a intensificação das campanhas na mídia, as parcerias com empresas privadas, a capacitação dos profissionais da área da Saúde, o repasse de verba visando aperfeiçoar a qualidade no atendimento e prevenção da doença, entre outras.

Para conferir mais informações, clique aqui.

Por Thiago José Fernandes


São várias as formas existentes e conhecidas de transmissão de doenças. A falta de higiene nas mãos é uma das mais comuns e pode ajudar no desenvolvimento de uma série de males.

Pensando nisso o Governo Federal criou há alguns anos o Programa Saúde na Escola (PSE), que visa fazer com que as crianças de escolas públicas de todo o país desenvolvam desde pequenas o hábito de lavar as mãos e mantê-las sempre limpas, evitando riscos.

Alexandre Padilha, ministro da saúde, visitou a escola estadual Duque de Caxias, na cidade de Teresina, capital do Piauí, para desenvolver ações do programa. Além de estudantes, o ministro também falou com pais, professores e funcionários sobre a importância desse simples ato de higiene e das várias doenças que ele pode evitar.

O PSE é uma parceria entre o Ministério da Saúde e Ministério da Educação e Cultura. O projeto já foi aderido por mais de 2 mil municípios brasileiros e estima-se que já tenha beneficiado mais de 200 mil estudantes em todo o país.

Confira no vídeo como lavar as mãos corretamente:

Por Mozart Artmann





CONTINUE NAVEGANDO: