Saiba aqui como identificar e tratar as alergias de pele.

Hoje, com as diversas mudanças climáticas e de ambiente, nossa pele está sujeita às mais diferentes alergias. Uma alergia é caracterizada por uma reação inflamatória, podendo essa se manifestar em regiões distintas da pele, como as costas, barriga, pescoço, braços, pés, mãos, boca, entre outros.

Os sintomas normalmente são coceiras, vermelhidão e bolinhas avermelhadas ou até mesmo brancas na pele. Ainda, é possível que em alguns casos a alergia leve a outros problemas, como é o caso, por exemplo, de um angioedema alérgico. Muitas vezes, o grande problema da alergia na pele é o de identificar as causas da mesma, já que hoje temos produtos que as causam, como medicamentos e desodorantes, até picadas de insetos. Além disso, algumas pessoas possuem restrições alimentares a algum tipo de alimento, como amendoim, soja, glúten, lactose, entre outros.

Quais os principais sintomas de uma alergia?

Entre os principais sintomas que podem ser citados para caracterizar uma alergia na pele, podemos citar: irritação, descarnação, coceira, vermelhidão e a presença de algumas manchas e/ou bolinhas brancas ou vermelhas. É possível que algum desses sintomas já apareçam logo após o contato do usuário com o alérgeno. Porém, em alguns casos, essa demora é um pouco mais longa, levando várias horas ou até mesmo dias para que a alergia se desenvolva completamente. Por isso, a importância de recordar sobre as substâncias ou os objetos que entraram em contato com o usuário e com a região. Com isso, é mais fácil encontrar a causa e o tratamento adequado para a irritação. Vale lembrar que há alguns casos que são, apesar de menos comuns, mais graves. Sendo assim, a alergia pode levar a algumas dificuldades respiratórias e um grande desconforto na garganta. É muito importante, nesses casos, que o paciente seja levado rapidamente a um pronto socorro para atendimento necessário.

Causas mais comuns de alergias

Como já foi falado anteriormente, são muitas as causas que podem levar a uma alergia na pele. Entre essas, pode-se citar a intoxicação alimentar, vestimentas que tenham algum tipo de tecido específico, pêlos de animais, plantas, alimentos, medicamentos, suor, picadas de inseto, bijouterias, materiais de limpeza, entre outros.

Por possuir uma variedade de manifestações, é fundamental a identificação da origem da alergia, para que essa seja tratada e evitada posteriormente.

O que fazer?

Assim que os primeiros sintomas de alergia aparecerem, é muito importante que se tome todas as medidas necessárias rapidamente. Sendo assim, lave com sabão de pH neutro e água abundante a área e regiões afetadas. Feito isso, comece a usar na sua pele os produtos tidos como hipoalérgicos e com calmantes, que colaboram no alívio da irritação na pele e no desconforto. Ainda, os mesmos são uma fonte importante de hidratação constante. Outra dica é o uso de água termal, já que essa reduz coceira. Vale ressaltar que, apesar de toda a hidratação, os sintomas não irão desaparecer por completo imediatamente, levando até duas horas ou mais para o efeito. Caso a alergia não diminua ou insista em voltar, a recomendação é de que seja marcada uma consulta com um profissional adequado, o dermatologista. Isso é importante para que seja possível e feita a prescrição de remédios que tratem de forma eficaz a irritação. O tipo de tratamento dependerá muito de como se desenvolvem os sintomas, principalmente em relação à sua intensidade. Normalmente, são utilizados para essa finalidade os anti-histamínicos ou os corticóides específicos, seja na forma de comprimidos ou de xarope. Em casos mais intensos de coceira, é possível a recomendação médica de pomadas específicas para a alergia.

Alergias na gravidez

Não é mito que as alergias na pele em mulheres são mais comuns durante a gravidez. Isso ocorre devido às alterações nos hormônios e na imunidade durante o período. Assim, a grávida pode ficar muito mais sensível às alergias indesejadas. É importante destacar que as irritações não irão prejudicar diretamente o bebê. É recomendado, todavia, que as gestantes aliviem os desconfortos com loções e cremes e procurem ajuda de um dermatologista assim que possível. Em hipótese alguma, é indicada a automedicação do afetado, já que a grávida não pode ingerir os mesmos medicamentos que uma pessoa que não esteja na mesma condição. Por isso, fique atento a qualquer alteração importante e vá ao hospital ou pronto socorro mais próximo.

Kellen Kunz


Confira aqui algumas dicas do que fazer para evitar alergias.

As mudanças ocasionadas por uma nova estação sempre trazem com elas alguns problemas. E no caso da chegada do outono, há sempre a probabilidade de que você conheça alguém que possua muitos problemas respiratórios durante essa época.

Se você faz parte do time de pessoas que sofre alguma alergia respiratória, saiba que você não está sozinho. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, a OMS, pelo menos 35% dos brasileiros possui algum dos seguintes problemas: sinusite, bronquite, rinite e faringite.

Trazendo muitos espirros, tosse e outras dificuldades, as alergias são causadas, normalmente, pela existência de fungos, mofo, poeira e ácaros. Esses estão presentes em todos os lugares, mas principalmente na nossa própria casa.

Pensando nisso, existem alguns cuidados que nós podemos ter nos nossos lares a fim de evitá-los. São pequenas mudanças de hábitos que garantirão um ambiente mais saudável para todos. Vamos a eles.

1. Evite a utilização de vassouras e aspiradores de pó

O uso de aspiradores de pó e de vassouras acabam propagando a poeira, fazendo com que a sujeira somente se espalhe, não a eliminando completamente. Por isso, o ideal é que as pessoas utilizem somente um pano úmido para limpar a casa, evitando que isso aconteça.

2. Evite a exposição de objetos que acumulam poeira

A exposição de livros, bichos de pelúcia e outros objetos que acumulam grandes quantidades de sujeira e ácaros são extremamente prejudiciais a sua alergia. Isso porque eles se proliferam muito rapidamente, acumulando umidade e dificultando a limpeza. A melhor opção é guardá-los em armários para que não agravem o seu estado.

3. Utilize soro fisiológico para limpar as narinas

Como estamos expostos a constantes poluições e ao ar seco, as narinas acabam acumulando muitas sujeiras e impurezas, o que causa irritações que desencadeiam as alergias. Por isso, o soro fisiológico é uma excelente opção para manter as vias limpas. A sua utilização indicada é de duas vezes por dia, uma na parte da manhã e outra à noite.

Além dessas dicas importantes, existem muitas outras que podem e devem ser colocadas em prática para melhorar a nossa vida. São elas: mantenha a casa arejada, use cortinas de algodão ou persianas, evite o uso de tapetes no quarto, use água sanitária na hora de limpar a casa, lave seus cobertores e casacos antes de usá-los, não use produtos com cheiros fortes, evite o ar condicionado e muito mais.

Com essa mudança de hábitos, temos a certeza de que a sua vida irá melhorar em relação às suas alergias. E se você tem alguma dica infalível para acabar de vez com os problemas respiratórios, coloque nos comentários e ajude outras pessoas a vencer esse mal.

Kellen Kunz


A venda de aparelhos de ar-condicionado tem aumentado substancialmente no Brasil, que tem picos de temperatura de quase 40 graus. No entanto, é preciso atentar-se aos perigos oferecidos por esse aparelho, que pode causar sérios problemas ao aparelho respiratório. Eles devem ser limpos periodicamente de acordo com o manual de instrução de cada equipamento e, a longo prazo, deve ser trocado o filtro, que retém a sujeira do ar.

Geralmente, pessoas que trabalham em escritórios ficam expostas ao aparelho o dia inteiro. Então, é comum reclamarem de problemas respiratórios como rinite ou coriza. É que o ar-condicionado tira a umidade do ar, ressecando o aparelho respiratório, provocando algumas alergias, principalmente em quem tem pré-disposição.

Por isso, quem tem problemas alérgicos, deve evitar ao máximo a exposição a esses aparelhos e preferir a antiga tecnologia: o ventilador. 

Por Flávia Yoshitani





CONTINUE NAVEGANDO: