Causas do Sangramento no Nariz – Principais Motivos



Saiba aqui o que pode estar ocasionando sangramento no nariz.

É sabido que qualquer tipo de sangramento cause preocupação, principalmente, quando esses acometem os idosos e as crianças. Um desses sangramentos é o nasal, muito comum de já ter acontecido com alguns sujeitos ao menos uma vez na vida. Apesar de ser uma situação aparentemente inofensiva, algumas vezes ele pode indicar algumas situações mais perigosas.

TIPOS

O sangramento nasal pode ser dividido em duas classificações, essa divisão é de acordo com o local de onde o sangue sai.



  • Sangramento nasal posterior: Como o próprio nome já indica, esse sangramento acontece em uma artéria que fica na parte de trás das narinas. Ele representa cerca de 10% dos sangramentos e pode ocorrer de forma mais intensa, por isso ele pode ser mais perigoso, além disso, pode acontecer engasgos e inalações do sangue.
  • Sangramento nasal anterior: Esse tipo de sangramento é ao contrário do primeiro, ele ocorre na parte da frente do nariz. O sangramento nesse local é muito comum de ocorrer, e também é mais fácil de ser controlado, e não apresenta grandes perigos.

SINTOMAS

Além é claro do sangramento, podem aparecer alguns outros sintomas adicionais, são eles: dor de cabeça, secura no nariz e dor no rosto. O aparecimento destes implica em o sujeito dar maior atenção para o sangramento. Além disso, a avaliação desses sintomas por profissional qualificado permite fechar um diagnóstico e descartar possíveis complicações de saúde.

CAUSAS

Não há uma única causa que ocasione o sangramento nasal, mas como a região apresenta muitos níveis de sensibilidade, os traumas sofridos no nariz aparecem como fenômeno muito comum de ocorrer.

Leia também:  Autismo - O Que é, Causas, Sintomas, Tratamento


  • Ar seco: As mudanças de clima costumam ocasionar alguns tipos de reações, o ar seco é capaz de provocar o sangramento nasal, pois ocorre o ressecamento das vias nasais. Esse fenômeno está sendo muito observado ultimamente, visto a umidade do ar no país.
  • Lesão: Por ser uma região muito sensível, a mucosa das narinas costuma sofrer com alguns impactos, que vão desde de um esfregar a região com mais força, até a traumas mais sérios, como pancadas, por exemplo.
  • Alergias e infecções: Complicações como gripe ou resfriados podem provocar também o sangramento. Os sujeitos costumam coçar muito a região, o que acaba provocando irritações, e por isso as narinas ficam mais suscetíveis ao sangramento.
  • Uso de medicamentos: Alguns medicamentos usados em demasia podem desencadear esse tipo de reação. Principalmente os que são usados diretamente no nariz, como é o caso dos antialérgicos e descongestionantes nasais. Os anticoagulantes também merecem atenção, pois eles podem aumentar o risco de sangramento.
  • Desvio de septo: É importante que o sujeito saiba se tem o desvio, pois ele aumenta o risco de sangramento, visto que, ocorre um desvio na separação das narinas.

Como já foi falado, o sangramento nasal não é uma questão que por si só desperte muitas preocupações, mas é interessante ficar atento a duração e a intensidade do sangue. Há causas mais sérias por trás, mas estas são mais raras de acontecerem. É importante observar se há algum sintoma adicional, como o vômito, as dificuldades respiratórias e a palidez, pois a depender do contexto o sangramento pode está ocorrendo em virtude de uma causa primária. Também é necessário que os pais fiquem atentos quanto as crianças, o sangramento em crianças menores de 2 anos devem ser vistos com atenção e discutido com o pediatra que acompanha o bebê.

Leia também:  Menopausa - Sintomas e Dicas de Tratamento

Apesar de parecer assustador para muitos sujeitos, o sangramento nasal quando em menor intensidade é fácil de ser estancado, medidas como apertar o nariz, sentar e ficar ereto são formas de controlar o sangramento, pois por certo haverá a coagulação do mesmo. Caso algumas medidas adotadas não funcionem o indicado é procurar auxílio médico.

Valdeilma Freitas

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *