Solicitações de consultas psicológicas aumentam na quarentena



O mundo inteiro enfrenta uma das maiores pandemias da história, o Covid-19. Por se tratar de uma de um vírus altamente contagioso e ainda não existir uma vacina eficaz para combatê-lo, o novo coronavírus vem fazendo muitas vítimas em todo o mundo.

Para conter a pandemia, cientistas e profissionais da saúde recomendam o distanciamento social, e a campanha para que todos fiquem em casa é divulgada diariamente. Comércios fechados e muitos em casa com suas famílias evitando ao máximo as aglomerações e o contato pessoal.



Entretanto, medidas simples que têm objetivo de salvar vidas acabam tendo consequências drásticas para muitas pessoas.

Cada país possui suas medidas para enfrentar a crise, mas as mortes aumentam cada vez mais. Muitos fatores fizeram as solicitações de consultas psicológicas aumentarem em até 90% durante a pandemia.Sem trabalhar, muitos enfrentam dificuldades financeiras, depressão e ansiedade.



Estresse, ansiedade e depressão são os responsáveis pelo aumento das solicitações de consultas psicológicas durante a quarentena

Segundo estudo da Universidade do Estado do Rio (Uerj), a procura por consultas psicológicas devido ao estresse e a ansiedade aumentaram em 50% e a depressão gerou um aumento de 90%.

Estudo da Ipsos também abordou o impacto do Covid-19 na vida dos brasileiros e mostrou que os casos de insônia e depressão aumentaram muito.

Segundo esse estudo, 41% dos brasileiros sofrem de ansiedade devido à pandemia. Com esse percentual, o Brasil está em primeiro lugar no mundo, com a população mais ansiosa. Em segundo lugar está o México, com 35%. E em terceiro lugar, estão os russos com 32%.

As mulheres procuram mais por ajuda psicológica

Outro fator interessante revelado pela pesquisa é que as mulheres são as que mais procuram por ajuda psicológica na quarentena.

Os fatores que levam o público feminino a ser o mais afetado é a sobrecarga de funções. Por isso, as mulheres que trabalham são as mais propensas a desenvolver quadros de depressão, estresse ou ansiedade.

O fato é que as mulheres sempre acumulam afazeres domésticos com o trabalho, mas agora, os cuidados são redobrados. Além disso, aquelas que não precisam sair para trabalhar, acabam sofrendo ainda mais com a violência doméstica.

Além das mulheres, todos os profissionais que estão na linha de frente no enfrentamento da pandemia, acabam ficando sobrecarregados e desenvolvendo quadros de depressão, ansiedade ou estresse.

Isso inclui, além dos profissionais da saúde, entregadores, pessoas que trabalham no transporte público ou em supermercados. Todos precisam continuar trabalhando e tendo contato diário com muitas pessoas. A ansiedade certamente aumentará.

O que fazer para enfrentar o estresse, a ansiedade e a depressão durante a pandemia?

Muitos fatores são responsáveis pelo aumento do nível de estresse, ansiedade ou depressão. Dentre eles estão a vulnerabilidade da pessoa, ou seja, condições de saúde e a idade avançada. Os estudos apontam que as casas onde moram idosos, há um índice mais elevado de estresse. Afinal, eles são vulneráveis e geram preocupação aos familiares.

São todas doenças silenciosas e que se originam pelos sentimentos e condições ambientais. Para enfrentar esses males não há uma receita infalível.

Em casos de violência doméstica, o ideal é denunciar, procurar ajudar e afastar-se do agressor.

Os casos mais graves de depressão, ansiedade e estresse requerem acompanhamento de profissionais especializados. Entretanto, alguns hábitos podem ajudar. Confira:

  • Evitar ficar o tempo todo vendo notícias. É preciso estar informado, mas o bombardeio de informação gera ansiedade.
  • Seguir as recomendações dos profissionais da saúde e cuidar-se.
  • Fazer atividades que gosta em casa, como: ler, ouvir música, assistir TV, fazer exercícios…
  • Utilizar a tecnologia e as redes sociais a seu favor e faça videochamadas com seus familiares que não pode visitar.
  • Leia artigos interessantes com temas positivos.
  • Alimente-se bem.

O importante é desviar a atenção das notícias negativas buscando aquielo que lhe faz bem até que essa pandemia chegue ao fim.

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *