Vacina contra o Sarampo – Campanha 2020



A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo visa convocar mais de 3 milhões de crianças e jovens com idade entre 5 a 19 anos.

Na última segunda-feira, dia 10 de fevereiro, foi lançada publicamente pelo Ministério da Saúde, a nova Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na etapa que inicia a mobilização, serão convocadas mais de 3 milhões de crianças e jovens com idade entre 5 a 19 anos.

A vacinação iniciou no dia 10 de fevereiro e seguirá até a data de 13 de março, sendo o Dia “D” no próximo sábado, 15 de fevereiro. Os postos de saúde abrirão nessa data para a vacinação do público-alvo. É preciso se informar sobre os horários diretamente com a secretaria da saúde de sua cidade, já que cada região terá uma variação no período.



Sob o slogan de “Mais proteção para a sua família”, o objetivo da campanha é de sensibilizar a sociedade sobre todos os riscos que envolvem a não vacinação dos filhos, reforçando os perigos da doença que pode até mesmo causar a morte do paciente.

Para o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a conscientização das pessoas em relação às consequências de não levar os filhos para serem vacinados contra o sarampo é fundamental, já que o vírus é facilmente transmitido de um para o outro, podendo uma única pessoa contaminar outros 18 indivíduos. Quando há crianças envolvidas, o risco é ainda maior, já que pode ser letal. Mandetta também ressalta a importância de que os gestores municipais e estaduais abracem a causa dentro de suas comunidades, unindo forças para que o Brasil fique livre da doença.



Ainda de acordo com Socorro Gross, representante da Organização Mundial da Saúde, a OMS, e da OPAS no Brasil, além da vacinação, outra intervenção extremamente positiva na proteção de doenças nas crianças é o aleitamento materno. Para ele, a responsabilidade sobre a campanha de vacinação precisa partir da população, dos profissionais da saúde e do governo. Então, somente com o trabalho de todos para garantir a vacinação em dia, o país poderá se livrar do sarampo.

Vale lembrar que as vacinas são seguras, não representando qualquer risco para o ser humano.

Movimento Vacina Brasil

Como forma de viabilizar que as ações ocorram em todo o Brasil, já foram encaminhadas neste ano pelo Ministério cerca de 3,9 milhões de unidades da vacina tríplice viral. Essa quantidade é superior em 9% das doses que foram solicitadas pelos Estados. Esse quantitativo tem destino para as vacinações de rotina, às doses extras para crianças com idade de seis meses até 11 meses e 29 dias e para as ações que visam interromper a transmissão do vírus.

A campanha de vacinação contra o Sarampo faz parte do pacote de ações criadas pelo Ministério da Saúde, o Movimento Vacina Brasil. A ideia é ampliar ainda mais a cobertura dada para a vacinação das crianças e dos jovens, agregando também as faixas etárias que não haviam ainda sido convocadas e evitando, assim, que mais pessoas sejam contaminadas pelo sarampo.

O Dia ‘D’ de mobilização acontece no dia 15 de fevereiro. Nessa data, os postos de saúde abrem no sábado para vacinar o público-alvo. Os horários de abertura desses estabelecimentos variam de região para região.

Sarampo no Brasil

No último ano, 526 municípios brasileiros registraram casos de sarampo. No total, foram 18.203 pessoas confirmadas com a doença e 15 óbitos causados pela mesma. Dessas mortes, 14 foram no Estado de São Paulo e a outra em Pernambuco. Do total de casos confirmados, 88,4% foram em São Paulo, totalizando 16.090 casos. 259 municípios do Estado estiveram envolvidos nos focos da doença. Os demais casos foram no Pernambuco, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Paraná e Pará. Em 2020, também já há casos confirmados da doença em Pernambuco (3 casos), Santa Catarina (22 casos), Paraná (27 casos), Rio de Janeiro (73 casos) e São Paulo (77 casos). Os demais locais que já tiveram casos em 2019 seguem sendo monitorados, sem nenhuma confirmação da doença para este ano.

Por Kellen Kunz

Vacina contra o Sarampo

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *