Febre Hemorrágica – O Que é, Sintomas, Exemplos



Confira aqui mais informações sobre a Febre Hemorrágica.

Em meio a tantos surtos de endemias, epidemias e até mesmo pandemias que o nosso planeta tem sofrido nos últimos anos, e com previsão de aumento, muitas pessoas ainda desconhecem os fatos sobre a febre hemorrágica, sintomas de muitas doenças envolvidas nesses surtos.

Se você ainda não sabe identificar essa condição ou quais são seus sintomas, além das doenças virais que pode ocasionar seu surgimento, continue comigo e descubra!



O que é febre hemorrágica?

A febre hemorrágica, também conhecida como arenavírus, é uma condição gravíssima de saúde. Elas podem ser causadas por diversos fatores, sendo os mais comuns, vírus, protozoário e bactérias.

Essa infecção viral pode ser transmitida de diferentes formas, dependendo do tipo de vírus: se uma pessoa sadia tiver contato com uma infectada, fezes ou urina de um roedor contaminado, ser picada por insetos ou consumir alimentos infectados, todas essas opções são formas de possíveis contágios.



Agora, vamos conhecer quais são os sintomas dessa condição para ficar sempre atento e não ser pego desprevenido!

Quais são os sintomas de febre hemorrágica?

Já sabemos que a febre hemorrágica é caracterizada pela febre junto com o sangramento (hemorragia), entretanto, existem outros sintomas que surgem quando alguém está nessa condição, como:

  • tonturas;
  • dor de garganta;
  • dor no estômago;
  • dor de cabeça;
  • sangramento de mucosas;
  • prisão de ventre;
  • mal-estar;
  • dores musculares;
  • sensibilidade à luz;
  • manchas vermelha pelo corpo;
  • dor atrás dos olhos.

Em quadros mais graves a febre hemorrágica pode causar problemas e sintomas mais sérios e até mesmo fazer com que o portador venha a óbito.

Quais são os exemplos de febre hemorrágicas mais conhecidos?

São muitos os exemplos de doenças classificadas como febre hemorrágica, continue fazendo a leitura e descubra a seguir quais são elas!

  1. Ebola: uma doença viral grave que amedrontou o mundo todo há pouco tempo atrás
  2. Dengue: a dengue, infelizmente, é muito popular em nosso país. Uma das formas físicas da dengue é justamente a febre hemorrágica.
  3. Leptospirose: doença transmitida quando há contato com fezes ou urina de roedor, tem surtos comuns em regiões que costumam alagar muito.
  4. Malária: doença causada por um protozoário, mas que pode ser transmitida por um Anopheles.
  5. Febre amarela: essa doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, seus sintomas são: febre, dores no corpo, icterícia, vômitos, hemorragias e fraquezas.
  6. Febre hemorrágica brasileira: também é transmitida por roedores, tem uma incidência pequena em nosso país, mas não deixa de ser perigosa.
Leia também:  Dicas para Aliviar a Azia do Refluxo

Como evitar febre hemorrágica?

Por se tratar de uma condição consequente de doenças ocasionadas por diversos fatores, acaba tornando o processo de prevenção mais difícil, no entanto, existem algumas precauções que podem ajudar, confira abaixo quais são elas!

  • Beber apenas água potável e de procedência confiável.
  • Lave sempre as mãos em especial, após utilizar banheiros e depois que voltar de lugares públicos, se possível, leve sempre um antisséptico na bolsa.
  • Lave bem os alimentos que serão comidos crus: frutas; legumes e verduras.
  • Evite contato com pessoas doentes.
  • No caso de enchentes e lama, não entre em contato direto com a água ou resíduos provenientes.
  • Evite lugares onde esteja acontecendo algum surto de febre hemorrágica.
  • Se proteja contra picada de insetos, algumas doenças que tem a febre hemorrágica como sintoma são transmitidas por insetos.

A febre hemorrágica é uma condição grave de saúde e necessita urgentemente de tratamento quando há suspeitas. Por isso é importante estar atento aos sintomas e correr para o médico quando houver uma suspeita de febre hemorrágica.

Não podemos esquecer que as doenças citadas no texto como exemplos mais comuns de febre hemorrágica também devem ser acompanhadas por um especialista, pois são extremamente perigosas.

Fique de olho!

Por Nara Sampaio

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *