Sintomas Transtorno Bipolar – Como Identificar a Doença




Confira aqui alguns sintomas que podem identificar o Transtorno Bipolar.

Na vida moderna, na vida contemporânea, em geral, as pessoas se sentem mais estressadas, devido à aceleração dos atos e da sobrecarga de compromissos, grande parte deles desnecessários.

Muitas são as reações emocionais e psíquicas diante desta rotina de correria. Os fatores para essas reações são muitos, portanto, quando alguém se sente um tanto eufórico, em dado momento, por receber um elogio, por exemplo, ou despertar numa manhã com grande entusiasmo e tornar-se, no momento seguinte, um baixo astral, sem ânimo, saiba que isso é perfeitamente normal.


A mente humana funciona deste modo, pois não paramos de pensar um único minuto. Podemos produzir uma bela arte e, ao final, nos sentir tristes, pois os estados da mente independem a nossa vontade. Deste modo, muitas pessoas receiam estar sofrendo do chamado transtorno 'bipolar'. Toda oscilação emocional é perfeitamente normal. Os sinais de tal tipo de doença, como o transtorno bipolar, são mais claros.

O problema da bipolaridade é definido pelo seguinte:

Este transtorno não é caracterizado pelas repentinas oscilações no humor, e sim por longos episódios de mudança de humor, que duram dias e até semanas. Sendo que episódios de depressão chegam a durar meses, conforme explicam especialistas em psiquiatria.

Portanto, o transtorno bipolar consiste em intensas alterações de humor, que podem se apresentar em variadas maneiras e intensidades. Em muitos casos, é até perigosa. Estas longas alterações bipolares vão desde estados depressivos até sintomas de humor exaltado. E estes estados podem ser de intensa euforia ou irritação, que chegam aos extremos.


Um dos fatores é o da Hipomania ou Mania, conforme a intensidade, e pode ter duração entre quatro a sete dias. São, portanto, transtornos crônicos, facilmente reconhecíveis, e não há necessidade de haver uma situação estressante para despertar essas crises.

Este tipo de problema psíquico atinge, conforme a mais recente estatística, cerca de 5% da população geral. Estes transtornos se caracterizam, sobretudo, pelas reações ditas Hipomanias, ao longo de uma vida, sendo alternadas entre períodos de depressão intensa. Todos os sintomas da Hipomania se apresentam equivalentes ao das manias, porém, é muito importante observar que as pessoas que sofrem de bipolaridade não apresentam quadros de delírios, ou demais sintomas típicos de psicose. Sendo de dois tipos, o transtorno bipolar atinge homens e mulheres, sendo, com frequência maior nas mulheres.

Assim, como as pessoas poderão se auto avaliar de modo a perceber se têm ou não este problema? Em geral, quem sofre deste problema começa a percebê-lo quando passa pelos transtornos e começar a procurar ajuda clínica.

Entre os sintomas mais marcantes e essenciais, para se diagnosticar previamente a bipolaridade, segue abaixo:

Constantes alterações no sono; tristeza profunda; muita apatia; constantes esquecimentos; constante sentimento de falta de sentido na vida; em casos mais extremos, certa ideação de suicídio.

No estado maníaco as pessoas sentem muita agitação interna, e se tornam mais ativas, porém, de forma bastante descontrolada. Este processo tem fases, e quando atinge certo estágio, em geral os pacientes começam a perder o senso crítico sobre seu próprio estado mental. Uma das melhores maneiras de realizar uma auto avaliação está no exercício de anamnese, ou seja, rastrear a sua história de vida pela memória.

Lembre-se, leitor, o transtorno bipolar é um tipo de problema que vai e volta constantemente, podendo até desaparecer espontaneamente por um longo tempo, até anos, entretanto, ele tende a voltar e muitas vezes retorna com intensidade maior.

Hoje, com a quantidade de alternativas clínicas e medicinais, este tipo de problema pode ser perfeitamente controlado. Todas as pessoas têm chance de tratar.

Paulo Henrique dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *