Ampliação da Vacinação de Febre Amarela no Brasil

  

  

Região Sul passará a receber doses da vacina.

Desde o início deste ano não param de ser notificados casos de febre amarela no Brasil. O número de mortes é realmente alarmante, porém, a maioria dos casos se deu nos estados de Minas Gerias e São Paulo, em regiões mais interioranas. Desse modo, de lá para cá, as regiões consideradas de risco pelo Ministério da Saúde tiveram a vacinação contra a doença intensificada e grande, pode-se dizer a maioria da população já conseguiu se vacinar, pois uma das medidas de prevenção da doença é por meio da vacinação.

Nesta última terça-feira, dia 21 do mês de março, foi anunciado pelo Ministério da Saúde que não somente as regiões com incidências de casos da doença receberão a vacina, mas sim todos os estados brasileiros, pois a sua recomendação passa-se a todo o país.


Desse modo, a partir de agora os estados começarão a receber lotes da vacina e poderão organizar suas campanhas de vacinação. A previsão é de que dentro de poucos meses todo o território brasileiro já tenha recebido as vacinas contra a doença.

Já existe um cronograma criado pelo Ministério da Saúde em que está determinado que a vacinação se dará progressivamente, mas que todos os estados serão atendidos.

Existe uma estimativa de que dentro de um período de um ano, mais de 1.500 cidades já recebam as vacinas e até o mês de abril do ano que vem, 100% do território brasileiro já esteja vacinado e imunizado contra a doença.

  

Em resposta sos vários casos da doença que apareçam em determinadas regiões do país, o Ministério da Saúde teve que promover a vacinação nessas regiões em caráter emergencial, para que as consequências não fossem maiores, haja vista que muitas pessoas morreram em decorrência da febre amarela.

Ricardo Barros, que é ministro da saúde, afirmou que a ação de criar um cronograma que vise a vacinação de toda a população do país é um passo a frente em relação à doença. E que diferentemente das outras regiões em que houve um estado de emergência, para as demais localidades do país a vacinação terá um caráter preventivo e muito importante para erradicar a doença que depois de anos de erradicação volta a atingir os brasileiros.

A vacinação é a melhor maneira de evitar a febre amarela, pois ao toma-la o indivíduo fica imune.

Nos estados da Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro já está acontecendo a campanha de vacinação com dose fracionada. Assim, estes estados continuarão recebendo seringas conforme já estava na programação.

O próximo passo apontado pelo cronograma é a vacinação da população dos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, que a partir do mês de julho deste ano poderão contar com a realização e campanhas que visem à vacinação em todos os seus municípios, recebendo a dose padrão da vacina contra a febre amarela.

Seguindo o cronograma, no mês de janeiro de 2019 os estados do Nordeste darão início as suas campanhas, de forma que todos os municípios também recebam a dose padrão da vacina (e não fracionada).

Diante de tantos casos, muitas vezes noticiados como surtos da doença e principalmente da insegurança da população brasileira, o governo federal recomendou que toda a população brasileira (quem não possui contraindicações) fosse vacinada. Desse modo, a OMS, que é a Organização Mundial da Saúde, concedeu autorização para que a vacinação nacional seja realizada.

Milhões de brasileiros já receberam a vacina, a maioria deles em caráter emergencial. Agora, a expectativa do Ministério da Saúde é de que 77,5 milhões de pessoas de todas as regiões do país sejam imunizadas e assim a temida febre amarela seja eliminada de nosso país.

Sirlene Montes

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *