O verão é o cenário perfeito para curtir bastante as praias e as piscinas, mas deve-se ter bastante cuidado na hora de se divertir nesses locais. A combinação de: ficar exposto ao sol, usar roupas úmidas por um tempo prolongado durante o dia e o calor, podem acarretar alguns problemas de pele.

Segundo especialistas, as doenças mais comuns nessa temporada são as micoses de unha e de virilha, foliculite, acne e outras mais. Então é sempre bom ficar ligado em alguns sintomas que surgem na pele nessa alta temporada.

Por exemplo, se suas unhas apresentarem um certo descolamento e estiverem meio amareladas, pode ser sinal de micose. Já o surgimento de “bolinhas” avermelhadas, que se assemelham às espinhas, pode representar a foliculite. Mas atenção! Jamais se automedique.

Assim que perceber algum sintoma anormal na pele, vá urgentemente ao dermatologista para que ele analise, dê o parecer correto e o tratamento mais adequado.  

Por Thais Cortez


No verão, não tem jeito. Transpiramos mais com o calor e temos mais contato com a água, que deixa a pele úmida por mais tempo. Passamos a sentir uma “coceirinha” na pele e ficamos na dúvida se é realmente algo sério. Leia a seguir algumas dicas para identificar a micose e dermatite alérgica na pele:

  • As micoses são provocadas por fungos que se aproveitam da umidade da pele. Inicialmente aparecem lesões vermelhas, e com o tempo, se não forem tratadas, podem afetar todo o pé, além de destruir as unhas. Procure ajuda de um especialista se esse for o seu caso.
  • No caso das dermatites alérgicas, elas ocorrem devido a uma reação alérgica da pele em contato com algum material, que pode ser com o couro ou borracha dos calçados. Elas causam coceira e descamação na região afetada, que se confundem com micoses. Se perceber essa reação alérgica, deixe de usar os calçados que provocam e procure um dermatologista.

Por Selma Isis

Fonte: Fabio Ravaglia- médico cirurgião ortopédico


O verão deste ano está batendo recordes de temperatura em todo o Brasil. Este período de muito sol, calor e umidade é propício para o surgimento de micoses, ainda mais para os frequentadores de praia ou piscina.

Durante a estação mais quente do ano, os fungos encontram um terreno favorável para sua propagação, que ocorre de forma mais rápida nas altas temperaturas e umidade.

No início, apresentam-se como lesões avermelhadas e depois provocam coceira e escamação da pele. As áreas do corpo mais atingidas são a virilha, unhas e pés, pela facilidade de acumular umidade e sujeira.

Com alguns cuidados é possível evitar o surgimento de micoses no verão:

  • Não use sapatos apertados,
  • Após o banho, seque bem as regiões de seu corpo que possuam dobras;
  • Não compartilhe com outras pessoas suas roupas e toalhas.
  • Se mesmo com esses cuidados a micose aparecer, consulte um especialista que irá fazer o tratamento adequado. Em alguns casos, se a micose não for tratada, pode gerar até mesmo deformação e descolamento das unhas, por exemplo.

Por Selma Isis

Jaime Rocha- médico infectologista





CONTINUE NAVEGANDO: