A medicina holística, antes chamada medicina alternativa, preza pela teoria de que as doenças são psicossomáticas, ou seja, são provocadas pelo estado psicológico das pessoas, que formam cadeias de energias pelo corpo. Por isso, elas evitam ao máximo o uso de remédios, pois eles não tratariam a raiz do problema.

Um desses tratamentos é a chamada reflexologia, que cura diversas doenças através de sinais nas extremidades do corpo como as mãos, os pés, as orelhas e os olhos. Segundo a terapia, quando a energia não flui de modo adequado, essas extremidades sofrem mudanças sensíveis ao toque ou à visão. No entanto, a área mais fácil de se perceber os órgãos do corpo são os pés, que têm uma superfície maior. Neles, é possível distinguir todo o microcosmo corporal, com suas glândulas e órgãos dispostos de forma idêntica nos dois pés.

Com técnicas específicas, o profissional faz pressão nas áreas reflexas do corpo com os dedos das mãos, fazendo com que o organismo aumente seu potencial de auto-cura, pois mudanças fisiológicas são feitas. Assim, o paciente sai relaxado e sem estresse das sessões, pois recebeu um bom carregamento na bateria!

Por Flávia Yoshitani


Os estresse é visto como algo natural se mantido em um período pequeno, uma reação necessária do corpo para mantê-lo em alerta. Porém, se for prolongado esse estado, o indivíduo pode adquirir mais facilmente uma doença ou baixar a produtividade.

Os principais sintomas são:

  • dificuldade de concentração;
  • dores musculares;
  • dor de cabeça;
  • dor no estômago;
  • infecções;
  • baixa autoestima;
  • pressão alta;
  • entre outros;

Pessoas nesse estado podem estar sujeitas a problemas associados a sua falta de ação ou reação em excesso, sendo causadoras das seguintes situações:

  • acidentes de carro;
  • perda de objetos;
  • pequenos acidentes, como deixar cair um copo e cortar-se;
  • agressão contra si ou a outras pessoas;

Quando o problema se torna crônico, é aconselhável buscar orientação médica. Quanto maior for o período e mais sintomas for sentido, maior será o grau de estresse e danos à saúde.

Por Priscila Marques


O estômago humano é revestido pela mucosa gástrica que é um tecido fino que o reveste. Quando esse tecido inflama causa a gastrite. Essa inflamação é na verdade uma resposta do nosso corpo a uma agressão de sua integridade.

Há vários fatores que podem causar a gastrite: uma substância produzida por uma bactéria chamada Helicobacter Pylorique se instala na mucosa estomacal e causam a gastrite. Essa bactéria pode ser adquirida por via oral-oral ou oral-fecal. A aspirina e outros anti-inflamatórios não esteroides reduzem a proteção gástrica, o que acaba levando à gastrite. O mesmo vale para os corticoides.

As bactérias da tuberculose e da sífilis também podem causar gastrite. Além disso, maus hábitos alimentares ou passar horas sem comer e passar por situações de muito estresse com o estômago vazio pode levar à gastrite. Se não tratada essa doença pode chegar a uma úlcera que pode chegar até a um câncer de estômago.

Por isso, se a pessoa tem dores de estômago constantes é recomendável que procure um médico gastroenterologista para que ele possa buscar as causas e tratar do paciente de forma correta.

Por Karin Földes


O pesquisador norte-americano Dr. Alan M. Beck, professor e doutor em Ecologia Animal, garante que o contato com animais diminui a ansiedade e o estresse. Para ele, as pessoas podem ter animais de estimação ou então simplesmente irem até zoológicos onde poderão também interagir com os animais.

Para o pesquisador, as pessoas ficam mais alegres se ficam entre os bichos ou se possuem um contato com eles. Segundo ele, estudos mostram que as pessoas veem as outras de forma mais positiva quando estão na presença de animais.

O doutor ainda sugere que as pessoas tenham aquários em seus locais de trabalho, o que também aliviaria bastante o estresse. Outra dica que ele dá, é colocar comedouros nas janelas para atrair os pássaros soltos que vivem perto de nossas residências.

Aqui no Brasil, o professor universitário carioca Leonardo Rocha concorda com o Dr. Beck, pois para ele, respeitar e estar em contato com a natureza é sempre um ótimo caminho para ficar mais longe do estresse.

Por: Karin Földes


São muitas pessoas no mundo todo que sofrem dos males do estresse Muito se fala da doença, os cuidados que as pessoas devem ter para evitar, mas e seus reais danos? Quais as partes de nosso organismo que são afetadas? Bom, aqui vão algumas informações sobre aspectos do corpo humano que podem ser danificados pelo estresse.

Primeiramente vamos falar do coração. Quando aparentamos algum nível de estresse, os batimentos cardíacos aumentam, e se esse efeito ocorrer em excesso, há riscos de causar derrames, pressão alta e ataques cardíacos.

Outro ponto importante para se salientar é sobre nossa respiração. Quando estamos em algum momento de estresse por exemplo, uma briga entre namorados, acontece uma elevação no suprimento de ar, pois com as narinas bem abertas as passagens de ar se dilatam. Se isso ocorrer demasiadamente pode ocasionar uma série de fobias e também pânico.

A nossa pele também é danificada com o estresse. Não é incomum acontecer das pessoas ficarem pálidas, com um tom amarelado.

Nossas glândulas do aparelho digestório sofrem alteração, podendo ocorrer elevação de açúcar no sangue, o que pode ocasionar à diabetes.

Caso tenha algum sinal da doença, procure um tratamento adequado para não deixar agravar o seu quadro clínico.


Existem algumas técnicas simples que ajudam a combater o estresse cotidiano. A aromaterapia é uma delas, utiliza óleos essenciais de plantas e podem ser usados combinadamente ou não.

A reflexologia podal é um relaxamento que se trata de massagem nos pés, uma massagem que estimula 70 mil terminações nervosas encontradas nas solas dos pés. O shiatsu foi criado no Japão e é um relaxamento feito pelas pontas dos dedos nos pontos do meridiano do corpo.

Hidroterapia utiliza a água em diferentes temperaturas e atua nos sistema nervoso e circulatório, para isso são feitas saunas, banhos minerais, duchas chuveiros e banhos mornos de banheira.

Por Karin Földes


O dia-a-dia da população é repleto de tarefas e muita correria, o que gera grandes tensões e stress. Medidas para driblar esses problemas tão comuns em nosso cotidiano ajudam a amenizar, mas nem sempre são eficazes.

A Bio Florais é um sistema de compostos florais totalmente naturais que auxiliam no combate a diversos problemas de saúde.

Existem 30 compostos diferentes para cada tipo de situação como ansiedade, depressão, nervosismo, insônia, stress entre outros.

Todos os compostos podem ser ingeridos durante ao dia e causar maior bem estar as pessoas, além de serem 100% naturais.

Para obter mais informações sobre esses compostos acesse o site www.bioflorais.com.br ou pelo telefone 0800 777 13 00 ou podem ser encontrados nas farmácias.

Por Milena Evelyn





CONTINUE NAVEGANDO: