Saiba como se recuperar de dores de garganta e inflamações com cuidados e dicas caseiras.

A sensação de incômodo doloroso leva à busca das pessoas por atendimentos de saúde diferenciados com foco, neste sentido, para que ocorra a sua devida eliminação e restabelecimento da saúde adequada.

Uma das situações que sempre geram necessidade de melhorias estão relacionadas com as dicas para curar garganta inflamada, as quais serão detalhadas em seguida neste artigo.

Entenda o que acontece com a garganta inflamada

O processo que exige a busca por dicas para curar garganta inflamada consiste no surgimento nesta região do corpo de crescimento provocado por bactérias, vírus ou outros microrganismos que se proliferam no local considerado.

A aquisição destes agentes causadores de doenças pode ocorrer em decorrência de contato com outras pessoas já doentes ou, ainda, pela sua aquisição no ar e com uma situação de queda imunológica específica.

No momento em que se tem uma garganta com inflamação, surgem sintomas como sensação de dor ao engolir, ardência bem como uma tosse que irrita e não libera nenhum tipo de secreção.

Principais dicas para curar garganta inflamada

A partir dos conhecimentos relacionados com processos de inflamação e dor na garganta, é importante que neste momento você saiba que existem diversas dicas para curar garganta inflamada, as quais serão discriminadas a seguir.

1) Cuidados gerais: para melhorar uma garganta dolorida e inflamada é preciso ter cuidados de forma geral como, por exemplo, não realizar grandes esforços repousando o máximo possível por, pelo menos, 3 dias.

Caso sejam identificadas situações como indisposição acentuada ou febre, é um sinal de infecção devendo, neste caso, evitar ir ao trabalho ou à escola, pois estes locais podem aumentar a chance de transmissão ou agravamento dos sintomas.

2) Alimentação: quanto às dicas para curar garganta inflamada é importante que os hábitos alimentares sejam modificados com a ingestão prioritária de alimentos pastosos ou, ainda, líquidos como papas, caldos, sopas e semelhantes.

3) Gargarejos: uma ação relevante para melhorar os sintomas de dores na garganta consiste em realizar gargarejos diários utilizando água em temperatura morna e sal que ajuda a eliminar os microrganismos existentes na região, pois contém propriedades antimicrobianas importantes.

4) Consumo de vitamina com morango e mel: esta mistura ingerida em temperatura ambiente uma vez por dia proporciona um aumento das defesas orgânicas na região da garganta e, ainda, deixa esta localidade lubrificada facilitando, assim, a melhoria dos sintomas apresentados.

5) Ingestão de chás variados: existem diversas combinações de infusões no formato de chás como leite com mel e gengibre, sálvia e malva e outros que podem ser ingeridos até 3 vezes ao dia, pois apresentam propriedades que reduzem a inflamação e agem contra os agentes causadores da dor na garganta.

6) Uso de vinagre de maçã: este componente, de preferência orgânico, apresenta uma acidez elevada e, por isso, pode ser utilizado para eliminar bactérias que eventualmente estejam causando a dor de garganta.

Para isso, deve ser misturada uma colher de sopa de vinagre de maçã com uma colher de sopa de mel em um copo ou xícara com água morna. Neste caso, é preciso evitar o excesso de ingestão deste vinagre que pode causar irritações.

ATENÇÃO!

Caso todas estas dicas para curar garganta inflamada não tenham os efeitos desejados com a eliminação dos sintomas, é importante consultar um profissional médico qualificado para a indicação de medicamentos corretos como anti-inflamatórios, antibióticos e outros.

Neste sentido, é preciso considerar ainda que a automedicação é uma atividade de risco e não deve ser praticada. Consuma medicamentos para dores na garganta apenas com a devida indicação de profissionais qualificados.

Conclusão

Assim, a partir das dicas para curar garganta inflamada é possível que você não apenas consiga identificar este tipo de processo em seu corpo, mas também consiga reverter muitos casos de maneira prática no conforto de sua casa.

Por Ana Camila Neves Morais

Dor de garganta


Saiba aqui quem deve tomar a vacina para Febre Amarela.

Um dos assuntos mais procurados no Google nos últimos dias são pesquisa sobre a vacinação da febre amarela. Esta alta procura sobre a vacina é por conta de um anúncio feito pelo governo da morte de macacos infectados pelo vírus da febre amarela.

O anúncio das mortes dos macacos infectados ocorreu no final do ano de 2017, no começo deste ano, e isso tem tomado muito a população sobre as reações que essa doença pode causar e levar até a morte.

Mas afinal, como é transmitida a febre amarela? Os macacos são os transmissores ou vítimas?

Neste artigo nós vamos falar um pouco sobre esta polêmica da vacina contra febre amarela e tirar todas as dúvidas que você tem sobre esta doença que pode levar até a morte.

Os macacos são vítimas

A falta de informação leva a população a tirar conclusões precipitadas e espalhar a notícia erroneamente. A febre amarela ela é transmitida pela picada do mosquito fêmea, Mais conhecido como Aedes Aegypti.

Os macacos nessa situação eles são hospedeiros naturais desse vírus. Os mosquitos são os reais transmissores da doença, os macacos são apenas vítimas na qual adoecem e morrem.

A morte dos Macacos é apenas um aviso para as secretarias de saúde daquela região ficarem atentas, pois há indícios de transmissão para mais pessoas e o vírus está presente nessa região.

Como é transmitida a febre amarela?

Por falta de informação, muitas pessoas acreditam que os macacos são os reais transmissores da doença, no entanto, como falamos anteriormente, eles são apenas vítimas e se tornam hospedeiros desse vírus.

Se você tem interesse nesse assunto e quer saber realmente como é feita a transmissão dessa doença continue lendo este artigo até o final e entenda como que é transmitido este vírus tão mortal e que tem amedrontado muitas pessoas.

As notícias sobre o vírus da febre amarela fizeram com que a população se mobilizasse em busca da vacina e muitos postos de saúde não estão preparados para a demanda das pessoas em busca deste medicamento.

A febre amarela ela é uma doença que é adquirida através de mosquitos transmissores e ela é infecciosa e grave, sendo causada por um vírus. O mosquito Aedes Aegypti, Haemagogus ou Sabethes picam os macacos que já são hospedeiros naturais deste vírus e possuem suscetibilidade a esta doença, com isso outro mosquito pica o macaco, que transmite aos seres humanos.

É muito importante que as pessoas entendam que é o mosquito que transmite a doença e que as pessoas não transmitem doenças para outras pessoas, muito menos os macacos.

Quem não pode tomar a vacina da febre amarela?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a vacinação é a forma mais eficiente de combater a febre amarela. A vacina ela é constituída de vírus vivo diluída em soro. Para que aconteça a prevenção é recomendado que 80% da população esteja vacinada e que este vírus não se propague para outras regiões.

A vacina que está sendo disponibilizada para a população é fracionada, porém existe uma diferença para quem tomou a vacina dose completa. A OMS informa que quem tomou a vacina dose completa é válida para vida toda e quem tomar a vacina fracionada é válida apenas por 9 anos.

Houve o questionamento por muitos estudiosos da área da saúde sobre a duração e validade desta vacina, muitos acreditavam que ela duraria apenas um ano, porém, estudos comprovaram a eficácia dessa vacina por até 9 anos.

A aplicação dessa vacina é feita em região subcutânea no braço, o efeito protetor começa a reagir após o décimo dia depois da aplicação da medicação. A reação do organismo age diretamente para que o mesmo produza anticorpos contra este vírus.

A vacina é contra indicada para gestantes, mulheres em fase de amamentação, crianças com até 6 meses e idosos com idade acima de 60 anos. Pessoas com doenças pré-existentes que são crônicas também não devem tomar esta vacina, Pessoas imunodepressivas e oncológicos também entram nessa lista.

Para quem é indicado a vacinação ?

Pessoas que habitam regiões de risco e que houve vários indícios de contaminação por febre amarela com idades de nove meses a 60 anos são indicados a receber a vacina.

Além disso, pessoas que precisam viajar para o exterior ou para regiões onde existe indícios de surtos da febre amarela. Se gestantes estiverem em região de risco ou lactantes e precisarem tomar a dose da vacina é preciso ter a orientação primeiramente de um médico especialista e avaliar se realmente existe o risco de contaminação. caso as mães que estão amamentando precisarem tomar a vacina elas terão que parar amamentação durante 28 dias.

Para quem precisa viajar para o exterior é indicado que tome a vacina 10 dias antes da sua viagem, pois a vacina começa a reagir no organismo após este período.

Este artigo foi interessante? Você conseguiu solucionar suas dúvidas sobre a febre amarela? Conhece mais pessoas que podem ter a mesma dúvida que você? Compartilhe este artigo para que mais pessoas possam entender a real situação da febre amarela no Brasil.

Marcio Ferraz


Saiba aqui os cuidados e como evitar a Febre Amarela.

A febre amarela é uma doença que pode matar e existe alguns casos de morte no Brasil. Muitas pessoas estão assustadas com um possível surto e não sabem as diversas formas de evitar a doença. Então vamos citar aqui como você pode prevenir a doença e de sua família também.

Tenha atenção a possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti

A principal preocupação da população ainda deve ser eliminar os focos dos mosquitos e seus criadouros, que podem ser em lugares bem comuns como: Baldes e vasilhas com água parada, pneus com água parada e qualquer local que a água possa ficar acumulada. Pode até parecer um trabalho chato de fazer diariamente, porém, essa é uma das medidas mais importantes contra esse mosquito. Lavar esses locais com água e um pouco de cloro pode ajudar muito.

Use repelente

O repelente é essencial nessa fase de preocupação de surto. O ideal é que todas as pessoas que puderem usem esse produto, principalmente crianças e idosos que são pessoas que estão na classificação de risco. O ideal é usar repelentes de marca conhecida e ter atenção ao tempo certo de reaplicação do produto e assim ficar livre das picadas do mosquito.

Pessoas que não podem tomar a vacina devem se prevenir em dobro

Pessoas com baixa imunidade como os pacientes que tem câncer e fazem tratamento de quimioterapia e radioterapia, precisam ficar atentos aos mosquitos. Eles não podem tomar a vacina da febre a amarela, justamente por ter uma imunidade muito baixa. Caso essas pessoas sejam infectadas pelo mosquito, terão grande chance de ter uma complicação e até morrer. Essas pessoas devem usar repelente durante todo o dia e evitar ir para locais onde se tenham maior chance de surto da febre amarela.

Usar roupas que cubram boa parte do corpo também é indicado para evitar ser picado pelo mosquito

Outra dica bem legal contra a picada do mosquito transmissor é usar roupas que cobrem o corpo todo. Com essa dica fica mais fácil evitar o contato com o mosquito transmissor. Com esse tipo de roupa o mosquito sente dificuldade em achar um local para picar. E as chances de contrair a febre amarela diminui drasticamente. O ideal é usar roupas longas e usar também o repelente e assim evitar que o mosquito te pique.

Use vela de citronela

0 uso de vela citronela também ajuda a afastar o mosquito transmissor. O ideal é acender a vela assim que sentir que está caindo a noite. Se você residir em um local que tenham muito mato, pode usar a vela durante o dia também. A vela de citronela pode ser achada em mercados ou lojas que vendem produtos naturais. Seu cheiro não é forte e normalmente não incomoda. E o valor dessa vela é relativamente baixo se avaliar o custo benefício. Além disso, ela dura bastante.

Usar tela de proteção em janelas e portas pode ajudar contra o ataque do mosquito

Outra medida infalível para afastar os mosquitos da residência, é colocar telas de proteção em janelas e portas da residência. Dessa forma fica muito difícil dos mosquitos entrarem dentro de casa e consequentemente picar alguém que more na casa. As telas de proteção podem ser compradas em lojas de material de construção e costumam ser baratas. Para colocar elas nas janelas e portas também são bem fáceis, então não tem desculpa para não usar esse método contra os mosquitos.

Evite o acumulo de lixo e mato no quintal de casa

Com o risco de surto de febre amarela o ideal é cada um fazer a sua parte. Se você morar perto de locais que tenham matagal e grande quantidade de lixo, ligue para a prefeitura ou empresa de coleta de lixo e denuncie. Caso esse problema ocorra do seu quintal, o ideal é acabar com esse possível criadouro do mosquito transmissor.

Siga essas dicas e diminua as chances de contrair a febre amarela!

Cristiane Amaral


Confira aqui algumas dicas do que fazer para evitar alergias.

As mudanças ocasionadas por uma nova estação sempre trazem com elas alguns problemas. E no caso da chegada do outono, há sempre a probabilidade de que você conheça alguém que possua muitos problemas respiratórios durante essa época.

Se você faz parte do time de pessoas que sofre alguma alergia respiratória, saiba que você não está sozinho. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, a OMS, pelo menos 35% dos brasileiros possui algum dos seguintes problemas: sinusite, bronquite, rinite e faringite.

Trazendo muitos espirros, tosse e outras dificuldades, as alergias são causadas, normalmente, pela existência de fungos, mofo, poeira e ácaros. Esses estão presentes em todos os lugares, mas principalmente na nossa própria casa.

Pensando nisso, existem alguns cuidados que nós podemos ter nos nossos lares a fim de evitá-los. São pequenas mudanças de hábitos que garantirão um ambiente mais saudável para todos. Vamos a eles.

1. Evite a utilização de vassouras e aspiradores de pó

O uso de aspiradores de pó e de vassouras acabam propagando a poeira, fazendo com que a sujeira somente se espalhe, não a eliminando completamente. Por isso, o ideal é que as pessoas utilizem somente um pano úmido para limpar a casa, evitando que isso aconteça.

2. Evite a exposição de objetos que acumulam poeira

A exposição de livros, bichos de pelúcia e outros objetos que acumulam grandes quantidades de sujeira e ácaros são extremamente prejudiciais a sua alergia. Isso porque eles se proliferam muito rapidamente, acumulando umidade e dificultando a limpeza. A melhor opção é guardá-los em armários para que não agravem o seu estado.

3. Utilize soro fisiológico para limpar as narinas

Como estamos expostos a constantes poluições e ao ar seco, as narinas acabam acumulando muitas sujeiras e impurezas, o que causa irritações que desencadeiam as alergias. Por isso, o soro fisiológico é uma excelente opção para manter as vias limpas. A sua utilização indicada é de duas vezes por dia, uma na parte da manhã e outra à noite.

Além dessas dicas importantes, existem muitas outras que podem e devem ser colocadas em prática para melhorar a nossa vida. São elas: mantenha a casa arejada, use cortinas de algodão ou persianas, evite o uso de tapetes no quarto, use água sanitária na hora de limpar a casa, lave seus cobertores e casacos antes de usá-los, não use produtos com cheiros fortes, evite o ar condicionado e muito mais.

Com essa mudança de hábitos, temos a certeza de que a sua vida irá melhorar em relação às suas alergias. E se você tem alguma dica infalível para acabar de vez com os problemas respiratórios, coloque nos comentários e ajude outras pessoas a vencer esse mal.

Kellen Kunz


O coletor menstrual é uma opção mais confortável, econômica e ecológica.

O coletor menstrual é uma ótima opção para substituir o absorvente durante o período menstrual, sendo uma opção mais confortável, econômica e até mesmo ecológica!

Fácil de usar, o coletor menstrual não deixa nenhum odor e pode ser trocado após 8h de uso sem nenhum problema.

Para colocar seu coletor menstrual deve-se introduzi-lo em forma de C na parte inferior da entrada da vagina, e rodá-lo para se certificar que está bem posicionado.

Veja mais detalhes em tópicos a seguir, de como colocar seu coletor menstrual de forma correta.

Como colocar o coletor menstrual:

· Sente-se no vaso com as pernas abertas;

· Dobre o coletor como demonstrado na embalagem do produto

· Introduza o coletor dobrado na entrada da vagina, a ponta do coletor deve ficar do lado de fora;

· Rode o coletor para se certificar de que ele está encaixado no canal vaginal.

Como retirar seu coletor menstrual:

A cada 8 ou 12 horas, deve -se retirar o coletor menstrual da seguinte forma:

· Sentar-se no vaso sanitário, de preferência fazer xixi, secar a vulva e abrir bem as pernas;

· Inserir o dedo indicador na entrada da vagina, entre o coletor e a parede vaginal, para facilitar sua retirada;

· Puxe a haste do coleto até que ele saia;

– Despeje o sangue de dentro do coletor no vaso, e lave seu coletor com água abundante e sabonete íntimo com pH neutro, secando com papel higiênico.

Como limpar o Coletor menstrual:

Antes de utilizar seu coletor menstrual no início e no final de seu ciclo deve-se esterilizar o produto, para que se garanta uma limpeza mais profunda.

Confira a seguir como fazer a esterilização de seu coletor menstrual:

· Separe uma panela de vidro, inox ou ágata esmaltada, nela deve-se colocar seu coletor menstrual e adicionar água até que se cubra totalmente o objeto.

· Ferva o coletor por 5 minutos e retire do fogo;

· Ao final desse processo de fervura deve-se retirar seu coletor menstrual da panela e o lavar com água e sabonete íntimo.

Como retirar manchas do coletor menstrual:

Com o tempo decorrente de uso é comum surgirem manchas ao redor do coletor menstrual, para prevenir que isso aconteça utilize uma colher de chá de bicarbonato de sódio diluído em água fervente, e colocar seu coletor durante 6 a 8 horas.

Coletores Menstruais: custo benefício e mais higiene

Os coletores menstruais são uma ótima alternativa aos absorventes internos e externos, suas vantagens incluem o fato de durar até 10 anos, proporcionar mais higiene e conforto e confortável, além de ser mais barato e amigo do meio ambiente! Que tal testar um coletor menstrual em seu próximo ciclo?

Por Miriã Marconi

Coletor menstrual


Quando o assunto é a saúde e a segurança dos filhos, muitos pais ficam cheios de dúvidas. 

Confira abaixo 5 dicas do médico pediatra Abelardo Bastos Pinto Junior  sobre saúde infantil com a finalidade de orientar os pais: 

1 – O primeiro cuidado deve ser antes mesmo da criança nascer. Um bom pré-natal iniciado no início da gravidez leva a um parto saudável, além de ajudar a prevenir e descobrir doenças com antecedência; 

2 – Amamentação adequada: o leite materno deve ser o único alimento do bebê nos primeiros meses de vida. Somente a partir dos seis meses é que devem ser introduzidos na dieta as frutas e os legumes;

3 – Não esqueça de cuidar sempre da higiene. Estimule o hábito do seu filho lavar as mãos. Outra coisa importante é nunca deixar a criança em ambientes confinados, com presença de poeira, que podem ser agravados em casos de alergias e infecções respiratórias, principalmente durante o período de inverno;

4 – Nunca deixe de seguir o  calendário de imunização e acompanhar o cartão de vacinação da criança. Lembre-se que do 0 aos 3 anos, há a maior concentração de vacinas, que são fundamentais na prevenção de doenças; 

5 – A prática de esportes é fundamental para o crescimento saudável. Dessa forma, favorece o condicionamento físico e mental, além da criança relacionar-se melhor com o meio e alimentar-se melhor também. Na opinião do pediatra, os esportes aquáticos, de baixo impacto, são mais indicados e mais completos.

Por Thaís Cortez 


Para alcançar uma ótima qualidade de vida é preciso ter uma boa alimentação para evitar doenças como: hipertensão, AVC, infarto, obesidade, diabetes e até mesmo o câncer. É importante não ficar muito tempo sem comer e também é preciso se alimentar de pequenos lanches entre as grandes refeições. 

Precisa se sentir bem ao comer sem se tornar escravo de dietas e calorias, coloque no cardápio alimentos naturais evitando alimentos industrializados. Evite alimentos pesados e gordurosos, substituindo por alimentos mais leves e deve fazer a refeição em lugares tranquilos. 

Alimentos com farinha devem ser evitados, mas não é preciso deixar de comer de tudo, desde que tenha fibras, minerais, vitaminas e proteínas. É importante estabelecer metas para a semana, variando alimentos e combinando os nutrientes. Comer o que mais agrada sem medo e conhecer os alimento saudáveis é fundamental. 

Para estimular o paladar deve persistir nos alimentos saudáveis e seria interessante fazer um diário alimentar, escrevendo sobre os alimentos ingeridos como horas e quantidade também. 

É importante beber água, ao menos 2 litros por dia, equivalente a oito copos, como também comer de 3 a 5 porções de frutas por dia e evitar o açúcar refinado, também ingira alimentos antioxidantes também são fundamentais.

Por Mariana Rodrigues


Como forma de conscientizar seus usuários para os riscos da Dengue, que em Pernambuco já fez uma vítima fatal, a Santa Clara Planos de Saúde, uma empresa do Sistema Hapvida, promoveu na manhã do dia 25 de março, uma campanha de prevenção.

A ação, que contou com um arte-educador caracterizado do mosquito Aedes Aegypti e distribuição de panfletos com dicas de como se proteger e identificar a doença, foi realizada nas unidades da Santa Clara instaladas no Paissandu – Central de Atendimento, Centro de Fisioterapia, Beira Rio I, Beira Rio II, Hospital Capibaribe e Central de Laboratório.

Coordenada pelo departamento de Marketing da Santa Clara, a campanha tem como estratégia, alertar a população sobre os riscos da Dengue, que vem se alastrando por todo o país, em especial no Nordeste onde, inclusive, já foram detectados casos de pessoas com o vírus 4.

No material educativo, a operadora destacou os principais sintomas da doença, como febre alta e persistente; dor de cabeça; dor atrás dos olhos; perda do apetite; vômitos e tonturas; dores musculares e nas juntas; além de moleza e manchas vermelhas pelo corpo.

O panfleto apresentou, ainda, as estratégias que as pessoas devem adotar no dia a dia para evitar a multiplicação do mosquito Aedes Aegypti, tais como:

–  Encher de areia, até a borda, os vasos de plantas;

–  Lavar, semanalmente, com escova e sabão, as áreas internas dos tanques utilizados para armazenar água;

–  Jogar fora objetos sem uso (latas, pneus etc.) que possam acumular água;

–  Manter a caixa d´água sempre fechada, com tampa adequada; e

–  Guardar garrafas sempre de cabeça para baixo.

Com essas dicas simples, a direção da Santa Clara pretende contribuir para o combate da proliferação da Dengue em Pernambuco. Vale destacar que as ações de medicina preventiva da operadora continuam ao longo do ano. Temas como hipertensão, diabetes, saúde bucal, entre outros males que persistem no Brasil de 2011, devem ser trabalhados.

Por Alexandre de Souza Acioli


Muitas pessoas sofrem de problemas como esofagites, gastrites e úlceras, mas não sabem que essas doenças podem ser facilmente agravadas devido a ingestão de determinados alimentos.
Inicialmente as pessoas com esses problemas devem procurar um médico para que ele sugira uma dieta balanceada de acordo com o paciente. Mas todos podem evitar a ingestão de alguns alimentos e contribuir para a melhora do organismo.

O consumo de bebidas alcoólicas geralmente irrita o aparelho digestivo e acentua os sintomas da gastrite, frutas ácidas, vinagre, pimenta e condimentos aumentam a azia.

Já o consumo de café, chá preto, demais tipos de chás, leite e chocolates devem ser feitos de forma controlada, pequenas doses são aceitáveis sem problemas.

Em geral todas as pessoas que sofrem com esse problema devem evitar também deitar logo após as refeições, pois facilita o chamado refluxo aumentando a sensação de azia e mal estar.

Procure alimentar-se corretamente e não deixe de consultar um médico.

Por Milena Evelyn


O índice de mulheres com câncer de mama aumenta a cada ano. E isso se deve graças aos hábitos adquiridos durante os anos, tanto sociocultural quanto biologicamente. Se há histórico na família, os cuidados devem ser redobrados, pois há 60% de chance de herdar os genes dos parentes. Mas há como prevenir essa doença.

A vitamina D, presente principalmente em castanhas e em peixes, produz o calcitrol, que é ativado quando exposto ao sol. Ele inibe a presença de células deformadas. Portanto, ingerir esses alimentos e sair ao sol por 15 minutos ao dia, reduz a probabilidade de se adquirir o mal.

A gordura é responsável pelo aparecimento do câncer mamário, já que ela deixa as glândulas descontroladas, causando o câncer. Então, o melhor a se fazer é controlar o peso, aliando boa alimentação a exercícios físicos.

Por fim, os hormônios estrogênio e progesterona também são grandes vilões. Com o planejamento familiar, a mulher opta por ter menos filhos e mais tarde. Portanto, ao tomar o anticoncepcional, ela menstrua mais, o que faz com que esses hormônios fiquem acumulados, causando o câncer. Há hábitos que podem ser modificados, nem que seja devagar, mas a saúde deve ser prioridade em nossas vidas.

Fonte: Revista Saúde é Vital

Por Flávia Yoshitani


Para relaxar o nosso stress diário, aqui vão algumas dicas de saúde e bem-estar.

Uma das técnicas de relaxamento das tensões é o sorriso interior, procurando pensar em algo que te faz feliz e curtir a sensação, deixando o corpo ser tomado por um calor benéfico.

Para os iniciantes, a meditação caminhando é uma boa indicação, já que se pode fazer um exercício em movimento. Para fazê-la, procure sincronizar a respiração com os passos da sua caminhada e prestar atenção em cada um deles. Sacudir os braços e as pernas também é um bom exercício para aliviar tensões, e pode ser feito em qualquer lugar.

Outra dica é deixar os braços estendidos ao longo do corpo, imaginando que se está segurando algo pesado, que está puxando para baixo os seus ombros. Mantenha esta posição por alguns segundos e depois relaxe, sentindo soltar os pesos. Repita o movimento por cinco vezes. Isto ajuda a aliviar a tensão dos ombros e pescoço.

Por Elizabeth Preático


As tensões do dia a dia causam desconforto, deixando a respiração irregular e os músculos do corpo tensionados. Por isto, é importante que aprendamos algumas técnicas de relaxamento.

Uma delas é deitar-se de costas com os braços ao longo do corpo, deixando-se inspirar lentamente, sentindo encher os pulmões de ar e prendendo a respiração por um instante. Após isso, vá soltando o ar expirando lentamente pelo nariz, e deixando os pulmões de esvaziarem por completo.

Na próxima inspiração o tempo pode ser menor, cerca de dois a três segundos, sendo que a expiração deverá ser feita devagar, de forma gradual, até que chegue a um tempo de sete a oito segundos. Prenda a respiração se necessário até o final da contagem.

Caso se sinta desconfortável respeite o seu limite, fazendo a respiração no tempo que conseguir, até que aos poucos alcance o descrito no exercício.

A respiração adequada é importantíssima para o nosso equilíbrio, saúde e qualidade de vida.

Por Elizabeth Preático


Para a tão sonhada vida saudável é preciso, em primeiro lugar, conhecer as próprias limitações individuais e cuidar da saúde. Exames periódicos podem evitar uma série de problemas, desde os menores aos mais complexos. Crianças, jovens, adultos e idosos sempre precisam buscar informações detalhadas sobre suas condições físicas.

A terceira idade, por sinal, tem ensinado várias lições aos mais jovens. É comum, nos dias atuais, observar casais dessa faixa caminharem em ruas e em parques, andarem de bicicleta e praticarem basquete, futebol. Com os filhos fora de casa como rege a lei da vida, em termos gerais, a oportunidade de os mais velhos cuidarem mais de si aparece com amplitude.

A expectativa de vida, no Brasil, subiu para 72 anos segundo últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para alcançar essa idade são necessários certos cuidados, a começar pelos dentes. Sim, pelos dentes. De acordo com Gabriel Lembo, cirurgião-dentista, os idosos apresentam, com certa frequência, cáries, doenças nas gengivas e problemas nas raízes.

Em sua visão de especialista, recomenda ida constante ao dentista, bem como utilização diária de creme dental com flúor e, claro, fio dental, sempre depois de cada refeição. Evitar tabaco e alimentos com açúcar também contribui para uma melhor saúde dentária.

Se alguns dentes já caíram, a saída mais correta é a reposição de cada um, pois cada dente tem sua designação específica. A ausência pode prejudicar a mastigação e digestão – alimentos mal mastigados causam doenças estomacais.

Por Luiz Felipe T. Erdei

 


Você sabia que para alcançar uma dieta de sucesso o seu intestino precisa estar saudável? O intestino é o órgão responsável por absorver os nutrientes para o corpo e depois colocar os restos de alimentos e toxinas para fora.

Ele funciona como uma espécie de filtro. Se as suas células ficam nutridas, o metabolismo funciona regularmente. Os principais vilões do desequilíbrio deste órgão são o stress, álcool em excesso, o alto consumo de produtos industrializados e o uso irregular de antibióticos, antiácidos, laxantes e anti-inflamatórios.

Quando ocorre seu desequilíbrio, as toxinas ficam acumuladas e não se absorve a quantidade necessária de nutrientes. É quando você come sem se alimentar e acaba engordando. Outro sinal que o intestino não vai bem é a falta de bom humor. Muitos acabam achando que é um fator psicológico, mas é puramente físico.

Por isso, procure sempre manter uma alimentação saudável e rica em fibras, tomar pelo menos 2 litros de água por dia e abusar bastante dos vegetais integrais, frutas e realizar atividade física com frequência.

Por Thais Cortez


Elas são incomodas, surgem do nada e às vezes com dor lancinante que dá um pouco de medo de se mexer. As cãibras são espasmos musculares que podem vir a qualquer hora do dia e em qualquer lugar do corpo que possua músculo. Os motivos são muitos: falta de alongamento, ausência de circulação correta do sangue na área, desidratação, ausência de sais minerais, entre outros. Mas com algumas medidas simples podem ser evitadas.

Para os atletas o principal motivo é excesso de exercícios físicos ou maior intensidade do que o corpo esperava. Para prevenir sempre faça alongamentos profundos antes e depois de cada atividade e permita a seu corpo descansar. Se tiver um dia muito exaustivo de prática esportiva, procure descansar 24h para seu músculo relaxar. Caso as cãibras persistam, podem ser problemas disfuncionais e melhor procurar um médico.

Pessoas que transpiram muito ou um dia de muita intensidade física com muita perda de suor podem ter cãibras constantes. Ao transpirar eliminamos muitos sais minerais, principalmente o sódio, interferindo na contração muscular. Por isso, sempre consuma no mínimo dois litros de água por dia e leve consigo garrafas durante as atividades físicas.

E a melhor forma de evitar as cãibras ainda é uma alimentação saudável. A ingestão de minerais chaves para a nutrição serão de grande ajuda como cálcio, potássio e magnésio presentes em frutas como banana, castanhas, água de coco, cereal integral e passas, entre outras.

Por Lidianne Andrade


No verão todos procuram as praias e os clubes para se refrescarem e tomarem sol. Mas muitos se esquecem dos perigos que sol pode causar à pele.

A exposição excessiva ao sol em horários inadequados e principalmente em pessoas de pele clara pode causar sérias queimaduras na superfície da pele e até mesmo câncer de pele. Além disso, aumenta a incidência de manchas e o envelhecimento precoce.

A principal característica das queimaduras mais sérias são as bolhas que se forma na superfície mais atingida pelo sol, a ardência e até mesmo febre.

Para se prevenir use e abuse dos protetores solar e procure se expor ao sol no inicio da manhã e ao final da tarde, após tomar sol utilize bastante creme hidratante ou loções pós-sol, elas hidratam a pele e evitam a ardência e o ressecamento. Lembre-se quanto mais úmida estiver a pele, melhor.

Caso haja dores e ardência excessiva, procure um médico imediatamente, não descuide.

Por Milena Evelyn


Responda rápido: se você estivesse conversando com uma pessoa e de repente começasse a sentir um mau cheiro quando ela falasse, você seria capaz de ser sincero e dizer que ela está com mau hálito?

Provavelmente não, certo?Apesar de ser um problema comum e que atinge milhões de pessoas, esse tema é encarado como um grande tabu para a sociedade. Quem tem o problema de mau hálito, tem o que os especialistas chamam de “halitose”.

O mau hálito pode ser causado por problemas orgânicos, ou seja, digestivos, pulmonares, bucais ou até problemas de rinite, sinusite e faringite. Só quem poderá indicar a causa correta será um exame feito por um aparelho chamado  Hallimeter.

Depois que o médico identifica o porquê, ele irá indicar o melhor tratamento para o caso. O procedimento para um tratamento completo e eficaz para combater de vez o mau hálito, engloba consultas com nutricionistas, dentistas, psicólogos e otorrinolaringologistas.

Por Thais Cortez


Mais popularmente conhecida como espinha ou cravo, acne é uma doença de pele que atinge quase 80% dos adolescentes, principalmente do sexo masculino.

Em algumas situações, a acne pode persistir até a idade adulta da pessoa.

Tende a ser discreta, no entanto, em alguns casos, atingem com tal intensidade, que por razoes estéticas acarreta na pessoa, problemas psicológicos relacionados com a baixa estima e isolamento.

Para o surgimento da acne já existe uma predisposição genética que pode sofrer modificações por questões hormonais, ambientais e emocionais, além de outros fatores que podem aumentar ou diminuir os sintomas.

Não há uma forma de se prevenir da acne, no entanto, é possível ter um resultado bastante satisfatório, se logo no inicio dos sintomas procurar por tratamento médico especializado.

Por Denilson G Santos


Estima-se que cerca de 50% das mulheres em idade fértil sejam atingidas pelos sintomas da TPM. Entre os mais comuns estão, sensibilidade, choro, irritação, inchaço e mudança brusca de humor. Além da alteração hormonal ser a principal responsável pela TPM o estresse do dia a dia também contribui para aumentar os sintomas indesejáveis.

Para amenizar o problema, algumas dicas básicas podem ajudar muito como: alimentação equilibrada, rica em frutas, pois elas aumentam o nível de serotonina, durante o período tome bastante chá de camomila e maracujá, inclua castanhas no café da manhã, elas ajudam a diminuir a irritabilidade e as dores de cabeça, o óleo de prímula ingerido em forma de cápsulas contribui para aliviar o inchaço, o intestino preso e as dores.

Apenas em casos mais graves o médico pode receitar remédios, mas antes deve ser feita uma consulta para avaliação correta do caso. Invista numa vida saudável e ganhe diversos benefícios.

Por Milena Evelyn


O feriado de Carnaval se aproxima e milhares de pessoas se preparam para aproveitar a festa. Como se trata de um feriado muito longo, muitas pessoas preferem viajar em locais festivos em um clima de muita descontração. Para os solteiros, trata-se de uma oportunidade de conhecer novas pessoas e pode ocorrer algo mais no final da festa.

No caso das mulheres que fazem uso de pílula anticoncepcional, seguem algumas orientações de especialistas para pular o Carnaval com responsabilidade:

Existe aquele mito de que se a mulher faz uso da pílula anticoncepcional não é necessário o uso da camisinha. Isso é pura mentira. Somente a camisinha protege contra doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), enquanto que a pílula só evita a gravidez. Se você for fazer sexo sem compromisso, a camisinha é indispensável.

Para a mulher que faz uso da pílula e que for viajar e verificar que sua cartela irá terminar bem no feriado, se ela quiser se livrar dos incômodos da menstruação iniciando uma nova cartela logo após o final da anterior, sem dar o intervalo. Ela deverá completar essa nova cartela normalmente até o seu final, então deve ser feita a pausa e ela irá menstruar normalmente. Mas essa medida deve ser tomada em casos esporádicos, mas sempre consulte seu médico antes, para ver se é adequada ao seu caso.

Por Selma Isis


O Carnaval é sinônimo de festa, animação e descontração. Embalados nesse clima, existe muita liberdade de interação entre as pessoas, já que muitas vão a esses eventos dispostos a conhecer novas pessoas e na busca de um algo mais.

Mas para aproveitar o Carnaval com segurança, o uso da camisinha é fundamental, para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e gravidez indesejada.  

Veja a seguir algumas dicas para aproveitar a folia de Momo com responsabilidade:

Se a camisinha estourar durante a relação sexual, existe a possibilidade da mulher contrair uma DST,  além do risco de gravidez. Por isso é preciso que procure um médico o quanto antes, para que sejam realizados procedimentos de emergência para evitar que isso aconteça.

Existem dois tipos de camisinha no mercado: a masculina e a feminina. No entanto não é necessário o uso dos dois tipos ao mesmo tempo. Somente um preservativo usado corretamente durante a relação sexual protege contra gravidez e DST’s.

Por Selma Isis


Perder o aparelho ortodôntico removível é mais comum do que se imagina. Muitas pessoas têm o hábito de retirá-los e colocá-los em guardanapos de papel, que em vários casos vão parar no lixo. Jogados dentro da bolsa, gavetas e em cima de mesas eles mais cedo ou mais tarde acabam sumindo.

Em geral o aparelho removível é usado em crianças com dentição de leite, pois ele não atrapalha o desenvolvimento da dentição permanente. E se tratando de crianças, esquecer onde guardou o aparelho fica ainda mais comum.

Evite enrolar o aparelho em guardanapos ou no bolso, use a caixinha especifica para ele, escove e limpe corretamente antes de usá-lo, pois a boca é porta de entrada de infecções e bactérias, redobre os cuidados com a higiene bucal.

Nunca ferva o aparelho, ele é feito de resina e pode deformar se exposto a altas temperaturas.

Por Milena Evelyn


A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo fez um estudo onde aponta que crianças e adolescentes até 14 anos são os que mais sofrem de desidratação no verão. Foram 3.871 casos de internação entre janeiro e março de 2010 por falta de consumo de líquidos.

Os principais sintomas do problema são: sede, náusea, fraqueza e cansaço. E, nos casos mais graves, poderá ocorrer calafrios e vômito. Para evitar que isso aconteça em todas as idades, as pessoas devem usar roupas leves e claras, ingerir bastante líquido, seja água, sucos ou chás e não permanecer embaixo de sol forte.

Caso apareçam alguns dos sintomas na pessoa, comece a ingestão do soro caseiro que é preparado a partir de 1 litro de água mineral, uma colher de café de sal e uma de sopa de açúcar e dirija-se a um médico ou posto de saúde.

Por Danielle Vieira


Clima quente, desidratação, pressão baixa e pronto, você está a um passo do desmaio! Sem frescuras, com os termômetros lá em cima, é possível uma pessoa desfalecer. E o indício para isso é quando a tontura começa.

Evite chegar a esta situação hidratando o corpo ao máximo. O clichê beba bastante líquido é fundamental. Portanto, nem deixe a sede chegar, porque se ela chega, é sinal que você não está bem hidratado. Que tal andar com uma garrafinha com água? Outra dica de médicos é procurar se abrigar em ambientes arejados.

Mas se você vier a desmaiar por causa do calor, não deixe de visitar seu médico para avaliar se foi por queda de pressão ou há algum problema cardíaco associado.

Por Amanda Pieranti


O verão deste ano está batendo recordes de temperatura em todo o Brasil. Este período de muito sol, calor e umidade é propício para o surgimento de micoses, ainda mais para os frequentadores de praia ou piscina.

Durante a estação mais quente do ano, os fungos encontram um terreno favorável para sua propagação, que ocorre de forma mais rápida nas altas temperaturas e umidade.

No início, apresentam-se como lesões avermelhadas e depois provocam coceira e escamação da pele. As áreas do corpo mais atingidas são a virilha, unhas e pés, pela facilidade de acumular umidade e sujeira.

Com alguns cuidados é possível evitar o surgimento de micoses no verão:

  • Não use sapatos apertados,
  • Após o banho, seque bem as regiões de seu corpo que possuam dobras;
  • Não compartilhe com outras pessoas suas roupas e toalhas.
  • Se mesmo com esses cuidados a micose aparecer, consulte um especialista que irá fazer o tratamento adequado. Em alguns casos, se a micose não for tratada, pode gerar até mesmo deformação e descolamento das unhas, por exemplo.

Por Selma Isis

Jaime Rocha- médico infectologista


O verão é a época do ano em que os pés estão mais expostos, ficando mais vulneráveis, devido ao uso de sandálias e chinelos. No caso dos diabéticos, os cuidados devem ser redobrados, pelo fato dessa parte do corpo ter menor circulação sanguínea, o que favorece o surgimento de úlceras.

Se o paciente não cuidar da região do pé com essas feridas, elas podem se agravar, atingindo os ossos e provocando a gangrena, que ocasiona na morte dos tecidos, sendo necessária a amputação.

O que os diabéticos não sabem é que até mesmo um calo ou uma ferida podem ser os responsáveis por essas amputações, por isso todo cuidado é pouco. Veja algumas dicas:

  • Existem sapatos específicos para diabéticos, que são macios e ajustáveis e que evitam machucados;
  • Escolha um calçado que proteja bem os pés;
  • Antes de calçar o sapato, verifique se existem pedrinhas ou outros objetos que possam incomodar os pés ao caminhar;
  • As mulheres com diabetes que gostam de salto alto não precisam se privar desse tipo de calçado, mas é preciso optar por saltos com no máximo três centímetros de altura, com formato quadrado, e a frente do calçado deve ser mais larga.
  • Sapatos de bico fino tanto para homens e mulheres com diabetes são proibidos;
  • Ortopedistas não recomendam chinelos de dedo porque os pés ficam muito desprotegidos.
  • Durante o inverno, as meias recomendadas são as com sola de couro ou silicone;
  • Procure examinar os pés diariamente para verificar se apareceram bolhas, frieiras, rachaduras e outros;
  • A higiene nos pés é de grande importância, mas não tome banho com água muito quente.

Por Selma Isis

Fonte: Fabio Ravaglia- médico cirurgião ortopédico


Todas as pessoas que usam aparelhos ortodônticos devem tomar uma série de cuidados diários para ficar em dia com a manutenção e com a higiene pessoal.

A manutenção do aparelho normalmente é feita todo mês, mas em determinados casos podem ser feita mais de uma vez, o dentista irá recomendar o melhor a fazer.

Evite alimentos que possam grudar ou danificar o aparelho como amendoim, castanhas, manga, abacaxi, balas e chicletes.

Com o aparelho fixo o paciente não consegue morder com os dentes da frente, alimentos como maçã, cenoura e alguns sanduíches devem ser cortados antes para facilitar na hora de mastigar.

O aparelho não machuca, alguns pacientes podem vir a sentir dor nos primeiros dias após a colocação. Em caso dor ou dúvidas consulte o dentista o mais rápido possível.

Por Milena Evelyn


Você que costuma ter muito cuidado com a sua limpeza pessoal e de sua residência, fique sabendo que a sua caixa d’água também precisa ser limpa regularmente, para evitar a concentração de sujeira e a proliferação de bactérias e insetos, dentre eles o mosquito da dengue, o Aedes aegypti.

Mesmo que a água seja tratada pela rede de abastecimento, o seu processo de purificação não produz efeitos se a caixa d’água não passar por manutenção constante. O ideal é que ela fique sempre fechada e que passe por limpeza duas vezes por ano, principalmente em casas no litoral ou que fiquem fechadas por muito tempo. Se a água tratada ficar parada por mais de 90 dias, o cloro perde o seu efeito.

A ingestão de água contaminada pode provocar uma série de doenças, como cólera, hepatite A, giardíase e gastroenterites. Por isso, procure uma empresa especializada em limpeza de caixas d’água com licença de funcionamento, para proteger a sua saúde e de sua família.

Por Selma Isis 

Fonte: Juarez Martins, supervisor operacional da Biotrat.


Estamos no auge do verão e do sol forte, cuja intensidade pode causar danos à pele. Pessoas de pele clara e crianças são mais vulneráveis aos danos dos raios ultravioletas, por isso o uso do filtro solar é obrigatório, devendo ser reaplicado várias vezes por dia. Leia a seguir algumas dicas para aplicar o filtro solar de forma correta:

Procure sempre aplicar o produto pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol. Aplique uma quantidade equivalente a uma colher de chá no rosto e no pescoço. No tronco, aplique o equivalente ao conteúdo de uma colher de sopa na parte da frente e a mesma quantidade na parte de trás. Aplique a mesma quantidade nos braços e nas pernas.

Segundo especialistas, não é recomendada a exposição ao sol de bebês com até seis meses de vida. A partir dos seis meses até os dois anos de idade pode ser usado o protetor solar físico, que possui dióxido de titânio e óxido de zinco em sua composição.

As crianças a partir dos dois anos podem usar o filtro solar químico, que são absorvidos pela pele,  mas que sejam específicos para uso infantil, evitando alergias na pele.

Veja na embalagem se o protetor contém proteção contra raios UVA e UVB.

Por Selma Isis


Um problema comum entre mulheres de todas as idades é a constipação intestinal mais conhecida como prisão de ventre. Devido a fatores hormonais, o período que antecede a menstruação é quando os sintomas aparecem. E justamente por ser um problema hormonal é que a prisão de ventre atinge pouquíssimos homens.

O hábito da alimentação equilibrada influencia bastante e de forma positiva as pessoas que sofrem com esse problema. A ingestão de líquidos, alimentos ricos em fibra, verduras, legumes e grãos são o primeiro passo para uma melhora, assim como a prática de algum exercício físico.

Os sintomas da prisão de ventre são incômodos e causam grande desconforto, inclusive alterações de humor.

Caso os sintomas se agravem não espere muito tempo, procure um médico imediatamente.

Por Milena Evelyn


Para fugir do forte calor do verão, nada melhor do que um bom mergulho na praia ou piscina e, se possível, passar o dia todo se refrescando nesses locais. Mas é preciso ter muito cuidado ao usar roupas de banho molhadas por muito tempo ou não ingerir líquidos suficientes ao longo do dia, pois esses fatores podem propiciar o surgimento de infecção urinária.

Após a gripe viral, a infecção urinária é a doença que mais afeta os seres humanos, se caracteriza pela presença de bactérias na urina, que pode ser grave, se não for identificada rapidamente e tratada. Seus sintomas são caracterizados pelo aumento da necessidade de urinar, ardência ao urinar, odor na urina e inflamação na região genital.  

Pode-se evitar a infecção urinária com procedimentos simples, como secar biquínis e sungas ao sol e trocar de roupa quando voltar da praia ou piscina. Beber muita água, urinar antes de deitar-se e após a relação sexual.

Por Selma Isis

Fonte: Rogério Vitiver, médico urologista de Brasília-DF


No verão algumas doenças são mais fáceis de serem adquiridas do que outras. Veja quais:

  • Otite Externa: Infecção no ouvido. Adquirida em praias e piscinas.
  • Desidratação: Perda de líquido que causa muitas vezes desmaio. O jeito é beber bastante água!
  • Câncer de pele: O sol excessivo na pele pode causar o câncer. Tenha cuidado!
  • Candidíase: É o famoso sapinho, causa coceiras e manchas na pele.
  • Insolação: Causa dor de cabeça, náusea, tontura e inconsciência.
  • Intoxicação alimentar: Procure comer em lugares limpos e higiênicos, pois com o calor os alimentos apodrecem mais rápido.
  • Conjuntivite: Muito fácil de se transmitir, ela causa coceira e irritação nos olhos. Procure um médico.

Esta estação é a que mais saímos de casa portanto tenha cuidado! Procure sempre um médico e se proteja do sol.

Por Victor Palandi


Cistite é o nome que se dá a inflamação da bexiga. O seu sintoma é a vontade de urinar a toda hora, em mínima quantidade e, principalmente, com uma ardência intensa.

O orifício do canal da urina na mulher é bem próximo ao canal vaginal, que naturalmente possui bactérias. Elas vivem num ambiente meio de "camaradagem" com o organismo feminino. Quando se multiplicam demais, as defesas são acionadas e automaticamente diminuem o seu número. Mas essas bactérias, em algumas condições, devido a proximidade, podem subir pelo canal da urina e chegar até a bexiga com certa facilidade, pois este canal, bem pequeno na mulher, mede aproximadamente três centímetros. Não há necessidade de fazer lavagens do canal vaginal para retirar as bactérias. Elas até são necessárias neste ambiente, basta ter alguns cuidados. Um deles é não abafar muito a vagina. Ela precisa transpirar.

Outro aspecto que provoca contaminação, é quando a mulher se seca com papel higiênico após urinar. Pelas condições químicas de alguns papéis e pelo atrito no local é comum haver irritação deste orifício, que é extremamente sensível, determinando maior chance de contaminação da bexiga.

Algumas dicas do Dr Tércio Ribas para evitar a cistite:

  • Ter uma relação sexual bem lubrificada e sem agressividades;
  • Urinar após as relações;
  • Lavar-se, ao invés de se secar com papel higiênico, após urinar;
  • Lavar-se, após as evacuações, evitando o papel higiênico;
  • Beber, no mínimo, dois litros de líquido por dia;
  • Não prender a urina quando der vontade de urinar.

Por Aline Medeiros da Silva


O médico norte-americano Daniel Kuhn escreveu o livro "Estágios iniciais da Doença de Alzheimer", para auxiliar familiares e amigos a conviverem bem com os portadores desta patologia.

De acordo com o autor, quando a doença é encarada como um fato da vida, e não como um problema, é possível seguir o cotidiano familiar sem maiores traumas.

Desta forma, a obra explica os sintomas provocados pelo Mal de Alzheimer, quais são as atitudes que se deve ter diante de um portador da doença, e coloca a importância da afetividade na convivência com o mesmo, além de dar conselhos sobre como se manter saudável e positivo diante da situação.

Por Elizabeth Preático


Pedras nos rins. Nome popular para o cálculo renal, que causa uma forte dor. Mas uma alimentação adequada pode ajudar na prevenção da doença.

A formação dessas pedras se dá, principalmente, pelos sais de cálcio. Uma das formas de prevenção é ingerir sem excessos os alimentos ricos nesse mineral. Não se deve evitá-lo, pois ele também é importante no combate à osteoporose.

Diminuir o consumo de café, cerveja, nozes, refrigerantes, cacau e chá, que são ricos em ácido oxálico, diminuir o consumo de sal e de carnes vermelhas também são boas medidas.

Em contrapartida, coma mais frutas, verduras, legumes e grãos, ricos em magnésio, potássio e citrato, beba água sempre que estiver com sede e beba também muita limonada, pois o limão é um grande aliado no combate à formação de pedras nos rins.

E não se esqueça de procurar um médico caso apareçam os sintomas da doença.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: