Medicamento contra Lúpus é aprovado nos EUA



  

Após 56 anos, virá ao mercado uma droga para aliviar as dores e crises manifestadas pelo Lúpus Eritematoso Sistêmico, uma doença autoimune onde a pessoa afetada acaba tendo seus próprios órgãos e tecidos atacados por reações imunológicas.

O nome do medicamento se chama Benlysta, que foi pesquisado durante 15 anos pela Human Genome Sciences Inc., e será comercializado pela GlaxoSmithKline. Nesta última quarta-feira, 09 de março, a droga foi aprovada pela FDA, agência reguladora dos medicamentos nos EUA, o que define-se como um marco para que outras substâncias sejam pesquisadas em favor da melhoria dos pacientes com lúpus.





Mas é importante ressaltar que o medicamento não foi eficaz na forma mais grave da doença, e só obteve sucesso em 35% dos norte-americanos que se submeteram ao tratamento. Além disso, a FDA disse que exigirá um estudo da Benlysta em portadores de lúpus afro-americanos, os quais não apresentaram resultados positivos com os testes já realizados.

Por Elizabeth Preático



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *